Procon notifica Eletropaulo após casos de falta de energia

Marco Antônio Carvalho

30 de dezembro de 2014 | 19h02

Empresa tem 24 horas para apresentar respostas, dentre elas o tempo necessário para resolução de todos os chamados pendentes na cidade; temporal no domingo passado elevou reclamações

SÃO PAULO – O Procon estadual de São Paulo encaminhou notificação na tarde desta terça-feira, 30, à Eletropaulo solicitando a apresentação das providências tomadas em casos de falta de energia na cidade. As ocorrências aumentaram após o temporal que aconteceu entre a noite do domingo e a madrugada da segunda-feira passada.

Em nota, o órgão disse ter recebido 49 reclamações de consumidores. A companhia tem 24 horas para responder aos questionamentos do Procon, que incluem o número de chamados realizados, as equipes deslocadas para atendimento, locais que ainda necessitam ser atendidos e o prazo final para a solução de todos os chamados pendentes.

“O Procon-SP está acompanhando de perto a falta de energia na cidade de São Paulo e os consumidores que tiverem prejuízo devem entrar em contato primeiro com a concessionária e, se não houver acordo, procurar um dos canais de atendimento do Procon para os devidos ressarcimentos junto à AES Eletropaulo”, disse em nota o diretor executivo do Procon-SP, Alexandre Modonezi.

A Eletropaulo informou que continua trabalhando em “casos pontuais, que envolvem principalmente árvores de grande porte que destruíram a rede após o vendaval”. “Durante todo o dia, 2 mil eletricistas estão atuando na reconstrução dos trechos danificados na rede elétrica. A maioria das ocorrências está concentrada em ruas da Vila Mariana, Moema, Vila Olímpia e Ipiranga. A concessionária ressalta que não há bairros sem energia”, informou a empresa em nota divulgada nesta terça.

Em algumas regiões da cidade, o restabelecimento no fornecimento de energia demorou mais de 24 horas para acontecer. A gerente administrativo Maria Fernanda Erdocia, de 48 anos, relatou que a eletricidade só voltou a sua residência, no bairro de Moema, zona sul da capital, na tarde desta terça.

“A gente ligou informando que não havia luz, mas não apareceu ninguém e diziam que não tinha previsão. Tem que haver prioridade para as pessoas”, disse ela, que acrescentou que a casa onde seus pais moram, no Brooklin Novo, permanecia sem energia até o início da noite desta terça.

Tudo o que sabemos sobre:

Eletropauloenergia elétricareclamações