Problemas com fornecimento de água

Luciana Magalhães

27 Novembro 2013 | 18h33

“A Sabesp simplesmente ignora as reclamações dos usuários”, diz leitora

Reclamação da leitora: Desde o dia 11/11 a rua onde moro, Passagem das Paineiras, no Embu das Artes, está sem água. Diariamente os vizinhos e eu  reclamamos na Sabesp, mas a empresa não envia  nenhuma equipe para verificar o problema. A cada ligação, o atendente fornece um número novo de protocolo, diz que uma equipe será enviada à rua  e que o prazo para solucionar o problema é de  24 horas. Cansei de ligar, anotar vários protocolos e de nunca ninguém aparecer. Só posso concluir que a Sabesp simplesmente ignora todas as reclamações e o manual de atendimento da companhia serve apenas para enrolar os consumidores. Suzi Yumi Katzumata / Embu das Artes

Resposta: A Sabesp informa que a situação está normalizada e a região em questão é abastecida diariamente. Ressalta que a intervenção ocorreu por causa de  uma manutenção não programada no equipamento da válvula redutora de pressão.

Réplica da leitora: A Sabesp retomou o fornecimento, mas a água bombeada está suja, com aspecto turvo, cheiro forte e com algum tipo de óleo. Ao coletar a água que vem direto da rua em um regador, ele ficou sujo por dentro, com traços de óleo. No dia 26/11 liguei na Sabesp reclamando da péssima qualidade da água fornecida e novamente recebi um prazo de 24 horas para solução do problema. Em contato com a Ouvidoria, a resposta foi de que  não poderiam fazer nada, enquanto não tivesse passado  o prazo inicial dado de 24 horas.