Praga infesta árvore em Moema

Praga infesta árvore em Moema

Luciana Magalhães

10 de janeiro de 2014 | 20h33

Os moradores e pedestres correm risco, diz leitora

Por Luciana Magalhães

Reclamação da leitora: Moro na Av. Aratãs, em Moema, e há pelo menos 2 anos uma árvore na frente do meu prédioestá infestada por lagartas causadoras de queimadoras e que podem por em risco a integridade de funcionários, moradores e pedestres. Resíduos desta praga já mancharam o piso interno do condomínio e a raiz da árvore está danificando a calçada. Os galhos dela afetam a fiação elétrica da rua, provocando  faíscas e nos  obrigando a acionar a Eletropaulo. Cansei de solicitar à Eletropaulo e Prefeitura o seu corte. Luiza Oliva / São Paulo

Resposta: A AES Eletropaulo informa que somente recebeu ofício da Prefeitura para a poda da árvore referida pela cliente, por isso a concessionária não pôde efetuar corte ou remoção. A árvore é patrimônio do município. A concessionária, quando autorizada pela prefeitura local, pode realizar serviços de poda, apenas quando a árvore está em contato com a rede de energia. A distribuidora informa que a poda estava prevista para até o dia 15/12.

A Secretaria de Coordenação das Subprefeituras não respondeu.

Réplica da leitora: Uma equipe terceirizada da Eletropaulo esteve no dia 15/12 e podou apenas partes dela que  ficam próximas à fiação de alta tensão. Dois funcionários que acompanharam todo o serviço alegaram que o corte da árvore não tinha sido autorizado.  Se alguém morrer com a queda de um galho ou de toda a árvore, de quem será a responsabilidade?

Fotos: Luiza Oliva

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: