AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Plano de saúde cancela convênio após dois meses de atraso

Beneficiário entrou em contato para renegociar dívida, mas enfrentou dificuldades

Renata Okumura

02 de dezembro de 2017 | 05h00

Edson Ramos se queixa do plano de saúde Amil. Ele é beneficiário do convênio há nove anos, porém se queixa que a empresa cancelou o convênio porque atrasou duas parcelas. O leitor informa que está com dificuldades para estabelecer uma negociação.

Foto: Pixabay

Reclamação de Edson Ramos: “Mesmo sendo cliente há mais de nove anos do convênio Amil Saúde, tivemos nosso convênio cancelado por causa de apenas duas faturas em aberto. Entrei em contato com a assistência ao cliente, a fim de negociar os referidos débitos, no entanto, o convênio se recusou a estabelecer negociação, vindo a cancelar o benefício. Minha esposa está em tratamento há longo período, tendo os médicos do próprio convênio nos fornecido laudos, em que a necessidade do tratamento de modo ininterrupto fica clara. Tudo o que quero é negociar a dívida para reativação do benefício.”

Resposta da Amil: “Em contato com o sr. Edson Ramos da Silva, prestamos os devidos esclarecimentos. Colocamo-nos à disposição.”

Envie suas reclamações
Mande uma mensagem para o e-mailspreclama@estadao.com ou por WhatsApp para o número (11) 97069-8639. Nossa reportagem vai apurar a denúncia e apresentar a resposta no blog Seus Direitos, um espaço voltado ao cidadão e ao consumidor.

Tudo o que sabemos sobre:

AmilqueixaNegociação

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: