Leitora reclama de mensagens recebidas indevidamente

Boticário afirma que já manteve contato com a consumidora para esclarecer os detalhes do caso e orientá-la

Renata Okumura

31 de dezembro de 2019 | 05h00

Selma Freitas se queixa que há dois anos recebe mensagens indevidamente do Boticário. Já solicitou a retirada de seu nome do banco de dados, no entanto, o problema não foi resolvido.

Foto: Pixabay

Reclamação de Selma Freitas: “O Boticário prometeu retirar meus dados da base de informação da empresa em trinta dias, mas, há dois anos, não tenho sossego e privacidade, haja vista a insistência e a falta de respeito em me enviar mensagens. Muita falta de consideração, permanecer com o incômodo”.

Resposta do Boticário: “A empresa esclarece que já manteve contato com a consumidora, por telefone, para esclarecer os detalhes do caso e orientá-la. A empresa lamenta eventuais transtornos causados e permanece à disposição por meio de seus canais de atendimento: Central de Relacionamento com o Consumidor”.

Envie suas reclamações
Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com ou por WhatsApp para o número (11) 97069-8639. Nossa reportagem vai apurar a denúncia e apresentar a resposta no blog Seus Direitos, um espaço voltado ao cidadão e ao consumidor.

Tudo o que sabemos sobre:

queixaligaçõesInconveniente

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.