Leitora reclama de enfrentar barreiras para realizar exames pelo plano de saúde da Amil

Empresa afirma ter entrado em contato com a cliente e diz que reembolso será realizado

Renata Okumura

22 de outubro de 2021 | 05h00

A leitora Tatiana Maldonado Ortega reclama de falta de informação do plano de saúde Amil para a realização de exames de rotina. Ela afirma que a empresa está descredenciando consultórios e laboratórios, o que vem dificultando o atendimento da cliente na região onde mora, na zona norte de São Paulo.

Foto: Freeimages

Reclamação da leitora Tatiana Maldonado Ortega: “Minha reclamação é sobre meu plano de saúde, que foi contratado em 2008 com outro convênio, mas foi comprado pela Amil. Desde então, só tenho problemas. A operadora vem descredenciando consultórios, clínicas e hospitais sem ao menos enviar uma notificação. Por exemplo: não tenho mais direito a tratamento de fisioterapia na zona norte de São Paulo, região onde moro. Neste mês de outubro, recebi um e-mail informando do descredenciamento de alguns laboratórios, porém, não falaram quais e quantos. No último sábado, para minha surpresa, vi que só tenho direito a dois laboratórios na zona norte. Fui a um deles realizar exames de rotina e, chegando lá, fui surpreendida por uma aglomeração absurda e desnecessária. Segundo a gerente, aquela situação de aglomeração foi causada em razão de a Amil ter descredenciado os laboratórios mais usados na região. O tempo de espera para realizar a análise na recepção estava passando de uma hora.

No local, fui informada de que alguns exames também não estavam sendo cobertos pelo plano, e que precisavam de liberação prévia. Nada disso o convênio notificou. Fiquei quase duas horas aguardando liberação do token para realizar meus exames. Meu preparo (jejum e urina) estava indo por água abaixo, pois não suportava mais segurar a urina. Para finalizar as surpresas, o convênio não cobriu o exame de urina com urocultura, que tive de pagar para fazer. Minha pergunta é: como cliente que está com seus boletos em dia, faço o quê? Meu plano é antigo. Isso quer dizer que não vale mais para o convênio? Vou entrar com processo, pois estou no prejuízo há muito tempo. E falar com a Amil por telefone é impossível. No sábado, fiquei 15 minutos na espera, e nada.”

Resposta da operadora Amil: “Informamos que entramos em contato com a sra. Tatiana Maldonado para esclarecer que os exames solicitados possuem cobertura pelo prestador. Neste caso, será feito o reembolso e reforço de alinhamento com o laboratório.”

Envie suas reclamações

Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com ou por WhatsApp para o número (11) 97069-8639. Nossa reportagem vai apurar a denúncia.

Tudo o que sabemos sobre:

AmilatendimentoExamessaúde

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.