Leitora reclama de cobrança indevida

Claro aguarda retorno de consumidora para solucionar o caso definitivamente

Renata Okumura

17 de março de 2019 | 05h00

Silvia Perlov recebe constantemente uma cobrança da operadora Claro no valor de R$ 22,57 referente a uma dívida de 10 de julho de 2017. Segundo ela, o valor é baixo, no entanto, não seria justo pagar por algo que não lhe pertence. Ela pede que a empresa resolva o equívoco.

Foto: Fábio Motta/ Agência Estado

Reclamação de Silvia Perlov: “Mês a mês recebo cobrança da Claro que tenho uma dívida de 10 de julho de 2017 no valor de R$ 22,57 e me ofertam o valor de R$ 12,41. É muito pouco para ‘queimar’ o meu nome. No entanto, se pagar admitirei que essa dívida me pertence. Gostaria que resolvessem de uma vez o mal-entendido e retirassem definitivamente meu nome do registro de cobranças”.

Resposta da Claro: “Em relação à mensagem da Sra. Silvia Perlov, a Claro informa que realizou tentativas de contato por telefone sem sucesso. A empresa encaminhou e-mail a cliente, solicitando a indicação de melhor dia e horário para contato. A operadora continua à disposição por meio de todos os canais de atendimento disponibilizados: SAC 1052, Fale Conosco, Chat, Atendimento por Carta e site“.

Envie suas reclamações
Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com ou por WhatsApp para o número (11) 97069-8639. Nossa reportagem vai apurar a denúncia e apresentar a resposta no blog Seus Direitos, um espaço voltado ao cidadão e ao consumidor.

Tudo o que sabemos sobre:

Claroqueixa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.