Leitora reclama de cobrança indevida por cirurgia realizada pelo plano

Amil informa que entrou em contato com a beneficiária para esclarecer a situação

Renata Okumura

25 de junho de 2022 | 05h00

Elizabeth Chen conseguiu aprovação da Amil para a realização de uma cirurgia em novembro do ano passado. No entanto, neste ano, recebeu cobrança do hospital sobre medicamentos que não tiveram cobertura e deveriam ser pagos por ela.

Foto: Pixabay

Reclamação de Elizabeth Chen: “No dia 7 de novembro de 2021, submeti-me a uma cirurgia de pancreatectomia, após longa espera para liberação por parte da operadora Amil. Fiz a cirurgia, após a liberação e autorização para internação. Quatro meses depois, recebo uma cobrança de R$ 14 mil do Hospital 9 de julho, alegando que o plano não cobriu medicamentos e materiais. A cirurgia foi liberada e aprovada na sua totalidade e agora alegam que não. Essa cobrança deveria ser feita pelo hospital e a operadora. E ainda estipularam uma data de vencimento.”

Resposta da Amil: “A Amil informa que entrou em contato com a sra. Elizabeth Chen para esclarecer a situação e indicar que o valor não lhe será mais cobrado.”

Envie suas reclamações
Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com ou por WhatsApp para o número (11) 97069-8639. Nossa reportagem vai apurar a denúncia e apresentar a resposta no blog Seus Direitos, um espaço voltado ao cidadão e ao consumidor.

Tudo o que sabemos sobre:

queixaplano

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.