Leitora reclama de cobrança abusiva de companhia de distribuição de gás

Comgás afirma que análise do medidor está em andamento; a empresa entrará em contato com o cliente para prestar os devidos esclarecimentos assim que finalizada a averiguação

Renata Okumura

13 de novembro de 2019 | 05h00

Cristina Khouri afirma que já faz alguns meses que sua conta da Comgás está vindo com valor muito alto. Em setembro, o valor foi de R$ 891,61 e, em outubro, de R$ 562,96. A empresa foi a sua residência e disse que havia vazamento. Mas ela reclama da cobrança elevada.

Foto: Pixabay

Reclamação de Cristina Khouri: “Eu já reclamei para a Comgás de valores abusivos nas última mensalidades. A empresa alega que um vazamento causou o valor alto na minha conta. Em setembro, recebi a conta no valor de R$ 891,61 e em outubro no valor de R$ 562,96. A empresa veio arrumar o possível vazamento, mas a conta de outubro foi fechada antes do conserto. Será que realmente é o vazamento? Mesmo assim, muito alta a cobrança”.

Resposta da Companhia de Gás de São Paulo (Comgás): “A análise do medidor está em andamento. A Comgás entrará em contato com o cliente para prestar os devidos esclarecimentos assim que finalizada a averiguação”.

Envie suas reclamações
Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com ou por WhatsApp para o número (11) 97069-8639. Nossa reportagem vai apurar a denúncia e apresentar a resposta no blog Seus Direitos, um espaço voltado ao cidadão e ao consumidor.

Tudo o que sabemos sobre:

Comgásqueixaleitor

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.