Leitor se queixa de empresa de sucatas na zona leste de SP

Leitor se queixa de empresa de sucatas na zona leste de SP

Prefeitura de São Paulo afirma que o local foi vistoriado; foi apresentada uma licença de funcionamento incompatível à atividade exercida no local e o proprietário foi autuado a regularizar a situação

Renata Okumura

08 de abril de 2021 | 05h00

Vitor Ferreira se queixa que, desde o ano passado, uma empresa de sucatas localizada na Avenida Antônio Manograsso, 690, Chácara Belenzinho, na zona leste de São Paulo, funciona com condições inadequadas de instalação e proteção aos funcionários, diante da necessidade de cuidados sanitários com a pandemia da covid-19.

Foto: Leitor Vitor Ferreira

Reclamação de Vitor Ferreira: “Em toda quarentena, desde o ano passado, a empresa de sucatas localizada na Avenida Antônio Manograsso, 690, Chácara Belenzinho, na zona leste de São Paulo, trabalha com o portão fechado e os funcionários sem máscaras. Inclusive usando maçarico sem proteção adequada. Instrumento que, por sinal, também provoca uma grande fumaça e cheiro ruim. Minha avó, de 83 anos, e eu temos problemas respiratórios. Já fiz diversas reclamações para a Prefeitura de São Paulo, mas sem retorno até o momento.”

Resposta da Prefeitura de São Paulo, por meio da Subprefeitura Aricanduva/Formosa/Carrão: “A Prefeitura afirma que o local citado foi vistoriado no ano passado. Foi apresentada uma licença de funcionamento incompatível à atividade exercida no local e o proprietário foi autuado a regularizar a situação. Com a não regularização, foi iniciado o processo para a cassação da licença, que foi finalizado no último dia 16, conforme Decreto 49.969/08.”

Envie suas reclamações
Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com ou por WhatsApp para o número (11) 97069-8639. Nossa reportagem vai apurar a denúncia e apresentar a resposta no blog Seus Direitos, um espaço voltado ao cidadão e ao consumidor.

Tudo o que sabemos sobre:

queixaleitorSP Reclama

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.