Leitor reclama de informação incorreta dada por empresa de eletrodomésticos

Leitor reclama de informação incorreta dada por empresa de eletrodomésticos

Consul informou que foi feito um acordo e que devolveu parte do dinheiro do leitor

Renata Okumura

24 de julho de 2018 | 05h00

Fernando Nazareth comprou um fogão da marca Consul em maio de 2018, mas durante a entrega constatou que o modelo não vinha com entrada para gás encanado. Após solicitar o serviço à Consul, foi informado de que a instalação da mangueira custaria R$220, e que, caso optasse por instalar por conta própria ou com um terceiro, perderia a garantia do eletrodoméstico. Depois de instalada a mangueira, o leitor entrou em contato novamente com a marca e foi informado de que a informação dada a ele estava incorreta. Se a instalação não fosse feita pela Consul, a empresa não podia garantir a segurança do procedimento, mas Fernando não perderia a garantia do fogão. Insatisfeito com as informações dadas, o leitor pediu à marca que retirasse o equipamento instalado e devolvesse o valor gasto.

Foto: Pixabay

Reclamação de Fernando Nazareth: Comprei um fogão da Consul de quatro bocas, modelo CFO4NAR Inox, no site das Casas Bahia por R$ 699,00. Constatei que este não vinha preparado para receber gás encanado. No manual dizia que essa modificação deveria ser feita em até 90 dias (se passasse, o serviço seria cobrado) pela própria Consul. Agendei a visita do técnico pelo site da Consul e ele me disse que a mangueira do gás seria cobrada. O valor era de R$ 220,00 e encontrei na internet por R$100. Eu perguntei se poderia chamar a Porto Seguro para instalar e ele me disse que, se eu ou qualquer terceiro fizesse a instalação, a garantia seria perdida. Eu acabei concordando mas reclamei, dizendo que eles näo deixavam opção para o cliente e que pagar R$ 200,00 por um acessório de gás em um fogäo de pouco mais de R$ 500,00 era um absurdo. Depois de algum tempo, resolvi ligar para o SAC da Consul para conferir a informação. A atendente me disse que eles não davam garantia do serviço se fosse executado por um terceiro. Me induziram ao erro, pois era óbvio que o serviço não poderia ser garantido se fosse realizado por um terceiro. Eu havia entendido que era do equipamento, que havia até perguntado sobre a instalação da Porto Seguro, etc. Exigi que me devolvessem o dinheiro e retirassem o acessório e a atendente desligou na minha cara.

Resposta da Consul: O caso foi resolvido, foi feito acordo com Sr. Fernando e devolvido uma parte do dinheiro através de depósito.

Envie suas reclamações

Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com ou por WhatsApp para o número (11) 97069-8639. Nossa reportagem vai apurar a denúncia e apresentar a resposta no blog Seus Direitos, um espaço voltado ao cidadão e ao consumidor.

Tudo o que sabemos sobre:

eletrodomésticosfogão

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.