Leitor reclama de falta de medição de energia elétrica durante pandemia

AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Leitor reclama de falta de medição de energia elétrica durante pandemia

Enel Distribuição São Paulo afirma que as faturas anteriores foram realizadas pela média em procedimento autorizado pela Aneel devido à pandemia do novo coronavírus

Renata Okumura

09 de julho de 2020 | 05h00

Frederico Batina afirma que fechou seu escritório por causa da pandemia do novo coronavírus. Ele se queixa que neste período, diferentemente de outras empresas de consumo, a Enel não realizou a medição. Soube posteriormente da autoleitura, quando já tinha sido faturada a conta com a média anual.

Foto: Werther Santana/ Estadão

Reclamação de Frederico Batina: “Por conta da pandemia, em março eu fechei meu escritório. Gostaria de reclamar que a Enel não está realizando medições dos relógios para o consumo de energia, alegando a pandemia. No entanto, outras empresas de consumo estão fazendo medições normalmente. Soube da possibilidade de fazer a autoleitura pelos meios de comunicação, mas já tinha passado o prazo de fazer. Recebi a conta com base nos últimos doze meses, valor superior ao que realmente foi de consumo no mês”.

Resposta da Enel Distribuição São Paulo: “A empresa afirma que as faturas anteriores, que tinham sido realizadas pela média em procedimento autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) devido à pandemia do novo coronavírus, foram revisadas com base na autoleitura enviada posteriormente pelo cliente. A distribuidora informa também que a leitura presencial dos medidores foi retomada e está em linha com o anúncio do Governo do Estado em relação à flexibilização do isolamento social”.

Envie suas reclamações
Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com ou por WhatsApp para o número (11) 97069-8639. Nossa reportagem vai apurar a denúncia e apresentar a resposta no blog Seus Direitos, um espaço voltado ao cidadão e ao consumidor.

Tudo o que sabemos sobre:

SP Reclamaqueixa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: