Leitor reclama de excesso de barulho de ar-condicionado

AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Leitor reclama de excesso de barulho de ar-condicionado

Em nota, Prefeitura informa que fiscal realizará medição dos ruídos

Renata Okumura

05 de maio de 2017 | 05h00

No dia 20 de janeiro de 2017, o leitor Dinarte Nogueira solicitou a presença de um técnico do Programa de Silêncio Urbano (PSIU) em sua residência, no Edifício Copan, Avenida Ipiranga, no centro de São Paulo. Ele diz que é possível verificar o excesso de ruído de um aparelho de ar-condicionado instalado em uma cobertura das proximidades. Voltou a fazer queixas no portal da Prefeitura em fevereiro e março, mas não obteve retorno.

Reclamação de Dinarte Nogueira:
“Solicitei a presença de um técnico da Prefeitura em minha residência na Avenida Ipiranga, no Edifício Copan, para a verificação de excesso de ruído em aparelho de ar-condicionado instalado em uma cobertura das proximidades. No portal da Prefeitura foram realizadas reiterações em 10 de fevereiro e 21 de março, com contato limitado com a Ouvidoria, pois fui informado que o sistema não estava funcionando. No portal, existe um ‘Fale com o Atendente’ com uma espera de 50 pessoas na fila.”

Resposta da Secretaria Municipal das Prefeituras Regionais: “Em atenção à solicitação, a Secretaria Municipal das Prefeituras Regionais informa, por meio do PSIU, que um fiscal entrará em contato com o solicitante para agendar e realizar a medição dos ruídos emitidos pelos aparelhos de ar-condicionado do imóvel localizado na Avenida Ipiranga, zona central de São Paulo. A checagem será feita da residência do munícipe e, constatadas as irregularidades, as medidas previstas na legislação municipal serão tomadas.

Envie suas reclamações
Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com ou porWhatsApp para o número (11) 97069-8639. Nossa reportagem vai apurar a denúncia e apresentar a resposta no blog Seus Direitos, um espaço voltado ao cidadão e ao consumidor.

Tudo o que sabemos sobre:

Ar condicionadodefeito

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: