Leitor reclama de dificuldade para sair de estacionamento no Parque Ibirapuera

Empresa Indigo lamenta o ocorrido e afirma que preza pela cordialidade de funcionários e usuários

Renata Okumura

14 de setembro de 2021 | 05h00

O leitor Ronaldo Meirinho reclama de dificuldade para sair de estacionamento no Parque Ibirapuera, administrado pela empresa Indigo. Segundo ele, a cancela do espaço estava com problemas para quem estava usando tag veicular.

Foto: Tiago Queiroz/Estadão

Reclamação do leitor Ronaldo Meirinho: “No dia 8 de setembro, por volta das 17h50, entrei no estacionamento do Parque Ibirapuera pela cancela do portão 3, que abriu automaticamente pela Tag Veloe. No entanto, ao deixar o local, às 19h, já percebi que havia algum problema na saída com outros carros e comigo não foi diferente: a cancela não abriu. Questionado, o funcionário disse para aguardar, mas, depois de algum tempo e vendo que ele nada fazia, abri o vidro e perguntei o que seria feito. Então, começamos a discutir, pois ele disse que eu deveria resolver o problema com o banco C6 no aplicativo, porém estava sem ter como fazer isso ali, já que fui ao parque para caminhar e não levo smartphone com aplicativos de bancos para minha segurança.

Perguntei onde teríamos de ir para resolver o problema. O funcionário pegou uma máquina, anotou meu CPF e a placa do carro e abriu a cancela. Chegando em casa, vi que nada constava no aplicativo do banco. Ao tentar falar com o atendimento via chat (único disponível no momento), a atendente derrubou a conexão sem me responder.

Resposta da empresa Indigo: “A empresa lamenta o ocorrido e reforça que preza pela cordialidade entre seus colaboradores e usuários dos estacionamentos que administra. Ressaltamos que foi aberto um procedimento interno para esclarecer o ocorrido. Por fim, a Indigo informa que a cobrança não foi efetuada.”

Envie suas reclamações

Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com ou por WhatsApp para o número (11) 97069-8639. Nossa reportagem vai apurar a denúncia.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

estacionamentocobrançareclamação

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.