Leitor reclama de dificuldade para cancelar compra usando cartão do Bradesco

Banco afirma que cada caso é analisado de maneira individual e que, por motivos de sigilo bancário, o assunto está sendo tratado diretamente com o cliente

Renata Okumura

12 de novembro de 2021 | 05h00

O leitor Leonardo Fraga Godoy reclama de não ter conseguido cancelar efetivamente uma compra de passagem aérea pelo banco Bradesco. Os bilhetes foram comprados pelo site da Air France no dia 11 de outubro, mas cancelados no dia seguinte. A companhia aérea afirmou ao cliente ter realizado o reembolso ao banco, que diz que o caso é analisado de maneira individual.

Foto: Alex Silva/Estadão

Reclamação do leitor Leonardo Fraga Godoy: “Gostaria de ajuda para resolver um problema. No dia 11 de outubro, fiz a compra de uma passagem aérea no site da Air France; No entanto, a compra foi cancelada no dia seguinte. Ao verificar a fatura do meu cartão, que vence agora dia 16 de novembro, a cobrança ainda aparece lá.

Liguei para a companhia aérea e eles disseram que o problema não é com a empresa e que o reembolso integral foi processado com sucesso. Então, liguei para o Bradesco, que informou que o problema não é com eles, já que não receberam nenhuma notificação da Air France. Minha fatura vence em poucos dias e preciso solucionar este problema.”

Resposta do Banco Bradesco: “Sempre que identificada alguma irregularidade no uso do cartão, o cliente deve entrar em contato com o emissor, nos canais de atendimento e relatar a ocorrência. Caberá ao emissor do cartão avaliar o caso e cumprir as condições previstas no regulamento do cartão e as regras das Bandeiras. O Banco esclarece ainda que cada caso é analisado de maneira individual. E por questões de sigilo bancário, o assunto está sendo tratado diretamente com o cliente.”

Envie suas reclamações

Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com ou por WhatsApp para o número (11) 97069-8639. Nossa reportagem vai apurar a denúncia.

Tudo o que sabemos sobre:

Bradescocancelamento de compra

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.