Leitor reclama de atraso na entrega de mercadoria

Segundo os Correios, o objeto citado ainda não foi localizado no fluxo postal; remetente pode registrar uma reclamação junto ao correio de origem e o destinatário pode solicitar reembolso ao vendedor

Renata Okumura

18 de maio de 2019 | 05h00

João Cunha realizou uma compra internacional pela internet. Passado o prazo de entrega, ele disse que foi até os Correios para verificar o que estava acontecendo, mas não conseguiu resolver o problema.

Foto: Rafael Arbex/ Estadão

Reclamação de Cunha: “No dia 3 de fevereiro, comprei um produto pela internet. Ele saiu da China com destino ao Brasil. No dia 12 do mesmo mês, foi recebido pelos Correios do Brasil. As informações de que o produto foi liberado sem tributação e o pagamento do despacho postal foi feito apareceram no rastreamento da empresa. A partir daí, não tive mais informações”.

Resposta dos Correios: “Até o momento, o objeto citado não foi localizado no fluxo postal. Neste caso, o remetente pode registrar uma reclamação junto ao correio de origem e o destinatário pode solicitar reembolso ao vendedor. A central de atendimento já está em contato com o sr. João, para prestar informações. Caso a encomenda seja localizada, ela será reintegrada ao fluxo postal para entrega. Os Correios lamentam pelo ocorrido e colocam-se à disposição para quaisquer outras informações pelo 0800 725 0100 ou pelo site”.

Envie suas reclamações
Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com ou por WhatsApp para o número (11) 97069-8639. Nossa reportagem vai apurar a denúncia e apresentar a resposta no blog Seus Direitos, um espaço voltado ao cidadão e ao consumidor.

Mais conteúdo sobre:

SP ReclamabikefurtoSupermercado