Leitor questiona colocação de cobertura em edifício tombado

Prefeitura de São Paulo afirma que o pedido de fechamento da cobertura do 29º pavimento foi aprovado por unanimidade na 712ª reunião do Conpresp

Renata Okumura

27 de junho de 2021 | 05h00

Valter Vicente Sales Filho observou alterações feitas no perfil do Edifício Altino Arantes, um dos prédios mais emblemáticos da capital paulista, localizado na Rua João Brícola, 24, no centro da cidade.

Foto: Pixabay

Reclamação de Valter Vicente Sales Filho: “O perfil característico do Edifício Altino Arantes, que fica na Rua João Brícola, 24, no centro da cidade, foi alterado com a colocação de coberturas em seus mirantes. Gostaria de entender como podem fazer essa mudança no visual de um edifício tombado.”

Resposta da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (SMC): “A prefeitura afirma que o pedido de fechamento da cobertura do 29º pavimento, que visa à implantação de um bar/restaurante neste pavimento, foi aprovado por unanimidade na 712ª reunião do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp). Foram levadas em conta questões de segurança dos usuários. O fechamento em estrutura metálica e vidro foi considerado um elemento reversível e distinguível, e seria compatibilizado com a restauração em curso da fachada, aprovado na 701º Reunião do Conpresp. O Edifício Altino Arantes é tombado por meio da Resolução 37/CONPRESP/92, sendo classificado como “Nível de Proteção 3 (NP-3): corresponde a bens de interesse histórico, arquitetônico, paisagístico ou ambiental, determinando a preservação de suas características externas.”

Envie suas reclamações
Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com ou por WhatsApp para o número (11) 97069-8639. Nossa reportagem vai apurar a denúncia.

Tudo o que sabemos sobre:

queixaSP Reclamaleitor

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.