Imóvel está abandonado no Campo Belo

Imóvel está abandonado no Campo Belo

Luciana Magalhães

08 Setembro 2013 | 10h42

“Reclamei em vários órgãos, mas nenhum solucionou o problema”, diz leitora

Por Luciana Magalhães

Imóvel abandonado

Bloco de cimento foi derrubado

Bloco de cimento interdita a calçada

Lixo e mato se acumulam no interior do imóvel

Reclamação da leitora: Um imóvel na Rua Gabriele D’Annunzio, no Campo Belo, foi interditado pela Prefeitura há dois anos por ordem da Justiça. Porém ele se encontra totalmente abandonado e ratos, baratas e até dejetos humanos são encontrados por todo local. Como o bloco na entrada foi removido, viciados estão tomando conta do lugar. Estou me sentindo completamente à deriva. Além do bloco, o portão que estava soldado também foi roubado. Mandei e-mail para a Vigilância Sanitária, para a Prefeitura e até agora só houve jogo de empurra-empurra. Não sei mais o que fazer. M. Inês Ferreira / São Paulo

Resposta: A Subprefeitura Santo Amaro informa que o imóvel está em área particular e que já multou e intimou o proprietário para que faça a limpeza e a manutenção do espaço. Sobre o “bloco” que impedia o acesso ao imóvel, a Subprefeitura informa que vai mandar uma equipe para recolocá-lo. Em relação à presença de usuários de drogas, a responsabilidade é da Polícia Militar.

Réplica da leitora: Somente após inúmeras ligações e e-mails é que recebi um retorno. Como explicado anteriormente, o imóvel foi interditado por ordem judicial e, como a proprietária também foi atestada como incapacitada, não é permita mais a sua entrada no local. Portanto, trata-se de uma questão insolúvel, pois já faz parte da dívida ativa. Quando a subprefeitura afirma ter multado e intimado o proprietário, gostaria de saber exatamente a quem se refere. Quem fará a limpeza e a manutenção? Pois hoje a casa se tornou terra de ninguém! Ao lado desse imóvel existe a Casa Sol, onde é feito o atendimento a crianças com necessidades especiais e do outro lado há uma casa de atendimento a idosos.

Fotos: M. Inês Ferreira