Vivo nega transferência de linha telefônica para novo endereço

Vivo nega transferência de linha telefônica para novo endereço

André Cáceres

02 de junho de 2016 | 14h09

O leitor Felipe Castro mudou de endereço e solicitou à Vivo a transferência de duas linhas telefônicas. Além de descumprir o prazo inicial, a empresa o alertou que não realizaria o procedimento devido a ‘impossibilidades técnicas’.

Cliente pede transferência de linha e operadora se nega a realizar. Foto: Pixabay

Cliente pede transferência de linha e operadora se nega a realizar. Foto: Pixabay

A assessoria da Telefônica Vivo alegou que se o consumidor se mudou para uma área que não é coberta pela GVT, precisaria alterar suas linhas para a Vivo e receber novos números. O Procon-SP explicou que, caso a GVT não tenha cobertura na região para onde foi pedida a transferência, a empresa não poderia ter ofertado o serviço. “Quanto à mudança de número, existem restrições para a utilização do mesmo número para localidades diferentes”, esclareceu o órgão.

De acordo com o consumidor, a Vivo continuou efetuando a cobrança mesmo sem ele poder utilizar as linhas telefônicas. “Inclusive em meu último contato, a Vivo disse que só vai voltar a analisar o caso quando eu efetuar o pagamento da última fatura. Mas vou pagar por um serviço não prestado?”, argumentou Castro. Segundo o Procon, a cobrança “deveria ter sido suspensa durante o período em que o serviço não estava sendo utilizado”.

A Vivo afirmou que, após a conclusão de um laudo técnico para verificar as condições de transferir a linha para o novo endereço, vai entrar em contato com Felipe para prestar os esclarecimentos.

Reclamação do leitor: Sou cliente da GVT há muitos anos e não tinha problemas até a Vivo adquirir a empresa. Solicitei em 5 de maio uma transferência de duas linhas telefônicas que possuo há anos. O prazo informado para a transferência se encerraria em 12 de maio. No dia 17, por não receber nenhuma informação, entrei em contato. Fui informado que a minha solicitação não havia sequer sido foi tratada e que precisaria aguardar mais 10 dia úteis! Fiz nova solicitação, portanto. Alguns dias depois recebo um ligação dizendo que não fariam a transferência por “impossibilidades técnicas”. Agora eu pergunto: Se já tenho uma linha telefônica instalada no local para onde pedi a transferência dessas duas outras linhas, que impossibilidade técnica é essa?

Resposta da empresa: A Telefônica Vivo informa que está analisando o caso do Sr. Felipe Soares Vivas de Castro. Um técnico foi ao local para verificar as condições técnicas do endereço mencionado. Assim que a empresa tiver o laudo da área técnica, contatará o cliente para prestar os esclarecimentos sobre sua solicitação. A empresa aproveita a ocasião para informar que adquiriu a GVT em maio de 2015.

Envie suas dúvidas
Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com ou por WhatsApp para o número (11) 97069-8639. Nossa reportagem vai apurar a denúncia e apresentar a resposta no blog Seus Direitos, um espaço voltado ao cidadão e ao consumidor.

Tudo o que sabemos sobre:

GVTtelefoniaVivo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.