Fenasaúde diz ter alertado autoridades sobre próteses

Marco Antônio Carvalho

13 de janeiro de 2015 | 15h08

Problemas em procedimentos cirúrgicos foram denunciados e levaram a Secretaria Nacional do Consumidor a notificar operadoras; Federação disse ter se reunido três vezes no ano passado com órgão para tratar do assunto

A Federação Nacional de Saúde Suplementar (Fenasaúde) informou em carta aberta ter apontado publicamente a autoridades problemas em procedimentos que envolvem próteses e órteses. Na semana passada, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça, notificou 15 operadoras para esclarecimentos quanto à liberação de procedimentos cirúrgicos que contem com esses materiais especiais.

Veja também: 15 operadoras de planos de saúde são notificadas sobre problemas com órteses e próteses

No comunicado, a Fenasaúde disse ter se reunido por três vezes com a Senacon para tratar desse assuntos que, na visão da Federação, “assola a operação dos planos de saúde no País”. A entidade disse ter buscado transparência nas regras para procedimentos com órteses e próteses. O assunto foi alvo de reportagem do programa Fantástico, da Rede Globo.

A Fenasaúde se disse disposta a ajudar as autoridades. “A FenaSaúde e suas associadas estão prontas para colaborar com as autoridades públicas, fornecendo todas as informações disponíveis para apuração das irregularidades e dos ilícitos divulgados na reportagem do Fantástico ou quaisquer outros relacionados à matéria, com vistas a coibir comportamentos que lesam as operadoras e, principalmente, seus beneficiários”, expôs na carta.

A Federação disse ter adotado várias medidas de proteção a seus beneficiários, como a busca de segunda opinião e o recurso à junta médica para dirimir divergências. A Fenasaúde representa nove das 15 operadoras que foram notificadas pela Senacon. No total, a entidade conta com 27 operadoras, que correspondem a 41% do mercado de assistência à saúde, de acordo com a entidade.

Tendências: