Falta de fiscalização em estradas

Jerusa Rodrigues

26 Maio 2013 | 19h25

“É óbvio que no feriado de Corpus Christi a vergonha vai se repetir”, diz leitor

Por Jerusa Rodrigues

Reclamação do leitor: No dia 2/1 denunciei a falta de fiscalização da polícia rodoviária na  Rio-Santos, entre a Praia Grande e Ubatuba e o trevo da Rodovia Oswaldo Cruz. O trânsito para subir a serra estava completamente parado.  O acostamento estava repleto de pedestres, ciclistas e vendedores de água. Além disso, mais de 40 veículos  ultrapassaram o meu carro pelo acostamento, em alta velocidade. Como o  policiamento era  zero nesse trecho e visando a denunciar os criminosos liguei 23 vezes ao posto da Polícia Rodoviária e não fui  atendido. E assim a impunidade e a incompetência reinam soberanas. Até o dia 18/5, não recebi nenhuma resposta da polícia rodoviária. É óbvio que no feriado de Corpus Christi a vergonha vai se repetir.  Flavio Marcus Juliano / São Paulo

Resposta da polícia: O inspetor Maciel Jr., do Departamento de Polícia Rodoviária Federal (PRF),  informou no dia 24/5 que a rodovia em questão é de circunscrição da PRF, do km 0 (divisa com Paraty/RJ) até o km 53,6 (município de Ubatuba/SP-Praia Grande – trevo de Taubaté), onde é denominada BR-101. O restante está a cargoda Polícia Militar Rodoviária Estadual (PMRv). Ocorre que há aumento no fluxo de veículos por conta de feriados.  Sobre a falta de retorno das ligações, o  sr. Juliano não especifica se a polícia com quem ele entrou em contato era federal ou estadual. No que tange ao “policiamento zero”, a PRF intensificou a fiscalização desse tipo de infração. Na data, houve 35 autuações, 3 por transitar pelo acostamento, no trecho BR-101, km 0 km ao 53,6 Km. Sobre a ocupação do acostamento por pedestres e ciclistas, isso é assegurado pelo Código Trânsito Brasileiro (CTB), em seu art. 68.  E no que se refere a não receber resposta, a PRF não não havia recebido nenhum questionamento sobre esse episódio. Ressalta que no feriado de Corpus Christi a PRF intensificará a fiscalização. O telefone de emergência da PRF é 191.

Réplica do leitor: Na data mencionada, liguei 23 vezes sem sucesso ao número (12) 3633-3888. No feriado de Corpus Christi, com toda a certeza, se presenciar infrações,  acionarei o 191 da PRF ou o fone da PMRv, conforme o trecho em que estiver. Mas isso não pode se perpetuar.