Estudante questiona restrição em nome após quitar dívida com universidade

Em nota, a FMU informa que não constam mais débitos em seu nome junto à instituição e às instituições de proteção ao crédito

Jéssica Otoboni

26 de dezembro de 2018 | 05h00

Sheila Rocha estudou na FMU. Ela diz que seu nome foi negativado pela entidade em razão de uma dívida, mas mesmo após quitar o débito, a restrição permanece. A leitora acrescenta que já faz 15 dias que acertou a dívida.

Foto: jackmac34/Pixabay

Reclamação de Sheila Rocha: “Fui aluna da FMU, fiquei devendo e, mesmo com a Fundação Procon informando que era errado, a faculdade negativou meu nome. Paguei a minha dívida, mas meu nome ainda está negativado. Já faz mais de 15 dias. A única coisa que eu quero é que faça valer a lei.”

Resposta da FMU: “Referente ao questionamento de Sheila Moura Rocha, o Centro Universitário FMU informa que não constam mais débitos em seu nome junto à instituição e às instituições de proteção ao crédito. A FMU se desculpa por qualquer transtorno e segue à disposição para qualquer esclarecimento adicional pelo telefone (11) 3777-6700.”

Envie suas reclamações
Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com ou por WhatsApp para o número (11) 97069-8639. Nossa reportagem vai apurar a denúncia e apresentar a resposta no blog Seus Direitos, um espaço voltado ao cidadão e ao consumidor.

Tudo o que sabemos sobre:

FMUestudante

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: