Escola faz confusão e crianças ficam fora de programa social

Jerusa Rodrigues

06 de novembro de 2014 | 21h10

“Meus  filhos não estão recebendo o Leve Leite desde maio”, diz a leitora


Por Bárbara Ferreira Santos

 

Reclamação do leitor: Meus quatro filhos estudam na Escola Municipal Rui Bloem, na região de Pirituba, na zona oeste, e não estão recebendo o Leve Leite desde maio. Eu e meu marido somos de Minas Gerais. Nós já voltamos para o nosso Estado e retornamos a São Paulo algumas vezes, para tentar melhorar de vida. Sempre que estivemos em São Paulo, as crianças estudaram nesta escola. Neste último ano, contudo, é a primeira vez que elas deixam de receber o leite da Prefeitura. Não conheço outros pais na mesma situação nesta escola e os colegas de meus filhos estão recebendo o leite normalmente. Fui ao Rui Bloem atualizar o endereço, conversei com as secretárias da instituição, mas o problema persiste. / Eliana Lemes dos Santos, de 31 anos, diarista/ São Paulo

 

Resposta: A Secretaria Municipal de Educação (SME) informa que a entrega do leite foi realizada para Eliana no dia 30 de outubro para os quatro filhos. A demora anterior deu-se, segundo a pasta, porque a mãe forneceu endereços diferentes para cada filho e em nenhum dos endereços cadastrados os moradores quiseram receber o leite. A SME diz que entrou em contato com a leitora e obteve um endereço para que a entrega fosse efetivada.

 

Réplica  da leitora: Entregaram o leite na semana passada, depois que fiz a reclamação no Estadão. Os Correios me procuraram para confirmar o endereço e aí sim acharam a minha casa. A escola foi quem fez a confusão dos endereços, colocando a matrícula de cada um dos meus filhos em uma localização diferente. O tempo todo informei o colégio que o endereço das quatro crianças é um só, onde fica a minha casa. Meus filhos ficaram cinco meses sem receber o leite (maio a setembro) e ninguém da secretaria havia me procurado antes da reclamação para corrigir o problema. Espero que o serviço seja normalizado daqui por diante.

 

 

 

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: