Desperdício de água na região do Sumaré

Luciana Magalhães

12 Setembro 2014 | 10h00

A crise da água é séria e as pessoas não têm consciência, diz leitora

Reclamação da leitora: Diariamente o restaurante da esquina da Rua Monte Alegre com a Rua Homem de Melo, no Sumaré, lava com água o seu estacionamento. É triste ter de lidar com situações como essa, como a total falta de consciência sobre a atual escassez da água na cidade. Helena Gerenstadt/ São Paulo

Resposta: A Sabesp informa que não tem controle sobre a forma de utilização da água pelos clientes. Conta com o bom senso de cada um, principalmente neste período de estiagem e escassez de chuva, que nos leva a uma das maiores crises hídricas de todos os tempos. Esclarece também que neste caso foi encaminhado ao cliente notificação de denúncia de desperdício de água e dicas de economia. Informa ainda que a Sabesp não tem poder de polícia para autuar no caso de desperdício.

 Réplica da leitora: Acho que a advertência serviu, pois aparentemente não estão mais lavando a calçada todos os dias.