Os acidentes são frequentes no Itaim Bibi

Luciana Magalhães

05 Março 2014 | 12h25

O trecho é extremamente perigoso, diz leitora

Por Luciana Magalhães

Reclamação da leitora: Mais uma vez acordei no dia 23/2 com   gritos desesperados, depois de uma batida horrível de carro na curva da Rua Henrique Chamma, na Praça Gioia Junior, no início da  Rua Horácio Lafer, no Itaim Bibi. Dia sim, dia não acontece uma batida nesse trecho e, na maioria das vezes, com vítima. Os carros vêm em alta velocidade e não conseguem fazer a curva. É possível a instalação de uma lombada ou de  um radar de velocidade para evitar esses acidentes fatais? O carro continua no mesmo lugar, todo destruído e com viaturas da polícia em volta dele. Peço ajuda! Maria Fernanda Simonsen/ São Paulo

Resposta: A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informa que a solicitação está sendo encaminhada à área técnica, para que se realize vistoria na Rua Henrique Chamma, visando a checar as situações relatadas e para que se tomem as devidas providências para proporcionar melhores condições de tráfego naquela via. A CET ressalta que o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em seu artigo 94, proibiu a utilização de ondulações transversais (lombadas) e de sonorizadores como redutores de velocidade. As lombadas existentes em vias, onde as características geométricas atendessem às exigências do novo Código, puderam ser mantidas e foram homologadas. Já a implantação de novas lombadas na cidade segue os critérios previstos pela Resolução 39/98 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), como volume de tráfego, índice de acidentes, geometria da via e tipo de pavimento. A implantação deste tipo de dispositivo em local inadequado constitui um fator potencial de acidentes, caracterizando-se como um obstáculo à livre circulação da via, além de favorecer a ocorrência de rachaduras nos imóveis das imediações.

Réplica da leitora: O problema permanece. Diariamente escuto freadas bruscas, pois, como se trata de  uma curva seguida de outra, o motorista vem em alta velocidade e não consegue completar o percurso. Não sei qual seria  a solução para isso, mas acredito que exista alguma. É necessário, sim, que seja feita uma análise para resolver urgentemente o problema do local.