Como preparar uma viagem ao exterior

Luciana Magalhães

23 Setembro 2013 | 17h04

“A necessidade do visto pode variar conforme o objetivo da viagem”, explica Waldeli Azevedo, consultora do Finanças Práticas

Por Luciana Magalhães *

1) Quais documentos são necessários?

Na hora de pensar em sair do Brasil é necessário pensar nas leis que regem o destino escolhido, além de avaliar quais comprovações e documentos são exigidos para brasileiros na entrada do referido país.

É preciso, em primeiro lugar,  pensar no  passaporte. Se já o possui, verifique sua validade. Alguns países limitam, por exemplo, a entrada de estrangeiros com passaportes com menos de seis meses de validade. Quem estiver nessa situação deve procurar a Polícia Federal para emitir outro documento. Caso não o possua, informe-se dos procedimentos necessários para a  emissão dele.

Há países da América do Sul que não exigem passaporte dos brasileiros. Basta apresentar o RG atualizado, em bom estado e com foto nítida. É importante destacar, neste caso, que outros documentos, como carteira de motorista, carteira de trabalho etc., não são aceitos na imigração. Outro ponto importante é avaliar a necessidade de visto, que pode variar conforme o objetivo da viagem.

Também é importante pesquisar se o destino escolhido pede alguma vacinação específica. Alguns países exigem a apresentação de documentos que comprovem determinada vacina.

2) Como saber se preciso de  visto?

Cada país utiliza diferentes critérios e exigências para a entrada e permanência de estrangeiros. Certifique-se na  embaixada ou no consulado do país para onde for viajar quais são esses requisitos e documentos, de acordo com o objetivo da sua viagem. Informe-se com antecedência, pois existem diversos tipos de visto.

Os  mais comuns são de: trânsito: que permite que o passageiro transite em determinado país, entre a origem e o destino; turismo, como o próprio nome já diz é quando o objetivo da viagem é o lazer; negócios, para quem for trabalhar no exterior; e de estudante, para quem for estudar fora.

Alguns países não exigem visto de entrada, quando o objetivo é turismo, mas impõem um limite de tempo de permanência.  Outros limitam a permanência sem visto por 30 dias, 60,  90 ou 180 dias.
Alguns links úteis: VistoOrientações gerais

3) Preciso fazer seguro-viagem?

É importante considerar a necessidade de contratar um seguro, garantindo sua tranquilidade nas viagens nacionais e internacionais. Se possui um cartão de crédito internacional, informe-se sobre os serviços disponíveis no exterior que possam garantir sua segurança e comodidade lá fora.

Contate o seu banco para verificar quais benefícios são oferecidos durante a viagem no exterior. Alguns serviços incluem desde seguro contra acidentes a, por exemplo, reembolso por emergências médicas.

4) É necessário comprovar o motivo da viagem?

O fato de comprovar com documentos o motivo de sua viagem facilita a retirada do visto e, ainda, sua entrada no país. Também é recomendável apresentar algo que comprove o seu vínculo com o Brasil, o que atesta seu retorno ao país de origem.

Fonte: Waldeli Azevedo , consultora do Finanças Práticas www.financaspraticas.com.br

*Versão ampliada de texto originalmente publicado na versão impressa de O Estado de S. Paulo, em 23/9