CET faz intervenções na região de Pinheiros

Jerusa Rodrigues

23 Julho 2013 | 22h00

“A Rua Oscar Freire agora fica permanentemente engarrafada”, diz leitor

Por Jerusa Rodrigues

Reclamação do leitor: Tenho acompanhado algumas das mudanças feitas pela CET e Prefeitura no trânsito de São Paulo e estou convicto de que precisam justificar as suas existências como assalariados de governos. Repetidamente cometem alterações que devem beneficiar a alguns poucos, mas nunca à população que transita pelas ruas, que, supostamente deveriam orientar. São tantos os casos que seria chover no molhado mencioná-los. A última mudança ultrapassa os limites extremos da insanidade. A Rua Oscar Freire – no trecho entre a Rua Teodoro Sampaio ou a Rua Arthur Azevedo e a Av. Rebouças -, com 4 faixas de rolamento, costumava engarrafar algumas vezes durante o dia, nos horários de maior movimento. Isso era irritante, mas tolerável. No fim de semana do dia 20/7, alteraram o trânsito de algumas ruas da região de Pinheiros e reduziram as faixas de rolamento da Rua Oscar Freire para apenas 2!  Se 4 faixas de rolamento eram insuficientes, o que se poderá dizer de apenas 2! Além disso, agora é impossível virar à direita na Av. Rebouças. Construíram uma calçada (ilha) para reduzir as faixas a apenas 2, ocuparam com essa calçada a antiga 3.ª faixa e criaram uma espécie de praça sem saída, fechando a 4.ª faixa! Obras pagas com o nosso dinheiro! Os técnicos conseguiram fazer com que a Rua Oscar Freire ficasse engarrafada, num sábado (20/7), das 9 horas  até cerca das 15 horas. No  primeiro dia útil após as mudanças (22/7), está parada desde a manhã no citado trecho. A Rua Oscar Freire não fica mais engarrafada alguns períodos do dia; agora ela fica permanentemente engarrafada, exceto nas altas horas! Acho que devo cumprimentar as autoridades pelo sucesso! Reclamar é absoluta perda de tempo! Assim, peço à CET que  alerte os motoristas sobre a situação, sugerindo-lhes caminhos alternativos. Antonio F. C. Conde / São Paulo

Resposta: A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informa que a interdição parcial da Rua Oscar Freire, desde o dia 20/7, foi necessária para viabilizar as obras de construção da Estação Oscar Freire da Linha 4-Amarela do Metrô. Cabe ressaltar que para proporcionar melhores condições de circulação e minimizar o impacto no trânsito da região, a CET sinalizou uma rota alternativa pelas Ruas Artur de Azevedo e Alves Guimarães. Para alertar os motoristas sobre as mudanças, a CET divulgou antecipadamente as informações sobre as alterações e o desvio. Na segunda- feira (22/7), por se tratar do primeiro dia útil após a intervenção, os motoristas ainda estão se adaptando com o roteiro opcional. A tendência nos próximos dias é a diminuição dos reflexos no trânsito.

Réplica do leitor: As palavras da CET são bonitas, o argumento é válido até um certo ponto, mas o trânsito na Rua Oscar Freire continua uma lástima.  Quanto à ampla divulgação como afirmam, é uma questão subjetiva ou de ponto de vista. Moro na Rua Oscar Freire e nada vi dessa ampla divulgação. E circulo a pé por lá todos os dias.