Casal tem dificuldade para trocar colchão que apresentou defeito

Casal tem dificuldade para trocar colchão que apresentou defeito

Mesmo após avaliação do produto e reclamação junto à empresa, caso demorou a ser solucionado

Ludimila Honorato

29 de setembro de 2018 | 05h00

Davi Kikuchi relata que, após comprar um colchão na Ortobom, foi identificado um defeito no produto. A noiva dele entrou em contato com a loja, que garantiu uma troca, mas o processo se prolongou por mais de três meses. Após intermédio do SP Reclama, o casal confirmou que o colchão foi devidamente trocado.

Costura do colchão apresentou defeito. Foto: Ebowalker/Pixabay

Reclamação de Davi Kikuchi: Minha noiva e eu compramos um colchão na Ortobom,o qual foi entregue no começo de maio deste ano. Em poucos dias, ela reparou que o produto estava se descosturando em parte do revestimento. Ela entrou em contato com a loja, que encaminhou um técnico para analisar o colchão. O profissional confirmou que havia um problema e que entraria em contato com o setor responsável para providenciar a troca, que ocorreria em um prazo de 30 dias. Acontece que, passado o prazo, não foi realizada a troca nem entraram em contato conosco. Minha noiva fez reclamação no site Reclame Aqui, o que fez com que ela fosse atendida, mas a Ortobom disse que precisaria de nova perícia no colchão, o que achamos estranho e negamos. Estamos há mais de três meses tentando realizar a troca do colchão, mas a Ortobom nos ignora.

Resposta da Ortobom: A Ortobom como franqueadora não admite demora desta natureza no atendimento ao consumidor e desculpa-se com o cliente pelo ocorrido. Assim que soube do caso pelo site Reclame Aqui, de imediato solicitou providências à loja franqueada, porém, observando que ainda assim houve demora no processo administrativo de vistoria técnica, a Ortobom franqueadora assumiu a responsabilidade pela troca e agendou com a cliente para o dia 11/09. Informamos que o franqueado responsável foi convocado para treinamento e reciclagem.

Envie suas reclamações
Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com ou por WhatsApp para o número (11) 97069-8639. Nossa reportagem vai apurar a denúncia e apresentar a resposta no blog Seus Direitos, um espaço voltado ao cidadão e ao consumidor.

Tudo o que sabemos sobre:

OrtobomcolchãoSP Reclama

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.