Campanha defende segurança no transporte escolar

Campanha defende segurança no transporte escolar

Jerusa Rodrigues

23 Julho 2014 | 11h00

Manifesto cobra legislação para prevenção de acidentes

Por Jerusa Rodrigues

 

A fim de  prevenir os acidentes no transporte escolar, mais de  30 entidades lançaram nesta segunda-feira (21/7) campanha nacional para melhoria dos serviços prestados, informa uma das instituições participantes, a Proteste Associação de Consumidores.

O manifesto defende  a obrigatoriedade do uso de cadeirinha e cinto de segurança de três pontos pelas crianças, a presença de um monitor escolar no veículo, a melhoria na formação dos condutores do transporte e a obrigatoriedade de formação de qualidade do monitor escolar. Também pede que o transporte seja em veículo micro-ônibus, com padrão certificado pelo Inmetro e que haja lista de presença das crianças nos veículos. Assim como a exigência de as escolas destinarem locais adequados e seguros para o embarque e desembarque das crianças defronte a escola e sem travessia de vias.

O documento foi protocolado e está sendo enviado ao Ministério da Justiça, Ministério da Educação e das Cidades, Ministério Público, Denatran, Federação Nacional de Escolas Particulares, Sindicato de Transporte Escolar, Comissão de Transporte do Congresso Nacional e Contran.

 

Veja a nota da Proteste e o manifesto clicando aqui.