Bike Sampa – vandalismo

Bike Sampa – vandalismo

Luciana Magalhães

19 Janeiro 2014 | 10h15

Bicicletas foram furtadas no centro por moradores de rua, diz leitora

Por Luciana Magalhães

Ponto Barão de Iguape em funcionamento

 

Ponto de bike após furto das bicicletas

Reclamação da leitora:Reclamo do Bike Sampa. Logo após o Natal todas as bicicletas foram furtadas pelos moradores da Rua Barão de Iguape. Arrancaram até os fios. Hoje o ponto está vazio e sem funcionamento. Proponho que o ponto de bike seja remanejado para outra rua. Claudia Yumi Sawada / São Paulo

 Resposta: O Bike Sampa informa que o projeto de compartilhamento de bicicletas Bike Sampa tem como objetivo contribuir para a mobilidade urbana, oferecendo um modal de transporte alternativo, integrado ao transporte público. É resultado da parceria público–privada entre a Prefeitura de São Paulo, o Serttel/Samba e o Itaú.  O projeto é gratuito e até então não havia sido registrado nenhum caso de vandalismo. Por ser um caso pontual, medidas estão sendo estudadas para evitar que tal ato se repita. A Prefeitura estuda a possibilidade de remanejar a estação de lugar.

Réplica da leitora: Não sou contra o programa Bike Sampa. Gostaria  que o ponto da Barão de Iguape funcionasse, proporcionando lazer e praticidade aos moradores da região, mas infelizmente não deu certo.  Hoje em dia, sem as bicicletas, os moradores de rua ficam batendo na barra de ferro, fazendo barulhos que incomodam a vizinhança.

Fotos:  Claudia Yumi Sawada