Bairro Vila Curuçá Velha ficou 4 dias consecutivos sem água

Luciana Magalhães

24 Julho 2014 | 17h00

Cansei de reclamar na Sabesp e ninguém faz nada, diz leitor

Por Luciana Magalhães

Reclamação do leitor: Desde o dia 8/7 sofro com a falta de água na Rua Jorge Jones, na Vila Curuçá Velha. Fiquei do dia 2 a 5 de julho sem água. Ou seja, foram 4 dias direto sem água. Cansei de reclamar na Sabesp e a única informação que recebo dos atendentes é que o abastecimento está normal e que um técnico será enviado ao local. Um absurdo! Pago mensalmente e tenho o direito ao abastecimento. Ninguém na rua foi avisado sobre essa suspensão. Os moradores estão sendo obrigados a comprar água mineral para conseguir manter um mínimo de higiene. Peço ajuda, pois a Sabesp está privando um direito do consumidor que é o acesso à água. Fábio Eduardo de Freitas / São Paulo

Resposta: A Sabesp informa que técnicos da empresa estiveram no local dia 11/7 e constataram que o abastecimento estava normal, com pressões dentro das normas regulamentares. Ressalta que a companhia continuará monitorando a situação do abastecimento na região, a fim de identificar qualquer ocorrência que possa interferir no fornecimento de água.

Réplica do leitor: Uma equipe da Sabesp compareceu na minha casa no dia 11/7 às 10 horas e naquele horário ainda tinha água da rua na torneira. Assim que os técnicos foram embora, às 11h40, acabou o fornecimento, retornando o abastecimento somente após às 18h30, no entanto, às 21 horas já não tinha mais água. A reclamação é sobre o 4 dias consecutivos sem água. Somente na madrugada do dia 6/7 é que o abastecimento foi parcialmente restabelecido. É um descaso total da Sabesp, pois só  compareceram na minha residência, após reclamação no jornal.