Antes de viajar, cliente quebra o pé e pede reembolso

Antes de viajar, cliente quebra o pé e pede reembolso

André Cáceres

02 Outubro 2016 | 05h00

Mariza Baur quebrou o pé e não pôde realizar uma viagem que havia marcado por meio do site Booking.com. Apesar do problema de força maior que a impediu de viajar, a leitora não conseguiu o reembolso que pediu.

Viajante pede reembolso, mas Booking não consegue ao negociar com hotéis. Foto: Pixabay

Viajante pede reembolso, mas Booking não consegue ao negociar com hotéis. Foto: Pixabay

A empresa que mediou as estadias negociou com os três hotéis em que Mariza se hospedaria e conseguiu adiamento da reserva em um e reembolso parcial nos outros dois.

Reclamação da leitora: “Tinha viagem marcada para a Europa e, por intermédio do site do Booking, fiz reservas em Paris e Londres em três estabelecimentos. Ocorre que sofri queda acidental, fraturei o pé e tive entorse. Sou uma senhora idosa, de 62 anos de idade. Além da dor, estou proibida de pisar por 45 dias e impedida de viajar. Venho solicitando o reembolso total dos valores pagos, por ter ocorrido ‘caso de força maior’”.

Resposta da empresa: “Um dos hotéis concordou em estender o tempo de reserva até março de 2017 como a visitante pediu. Outro estabelecimento concordou em honrar a oferta original de um reembolso parcial. O terceiro decidiu não ressarcir a visitante com base em sua política interna de reservas. A Booking.com, no entanto, decidiu oferecer um reembolso de 10% do valor da estadia para a cliente.”

Envie suas dúvidas
Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com ou por WhatsApp para o número (11) 97069-8639. Nossa reportagem vai apurar a denúncia e apresentar a resposta no blog Seus Direitos, um espaço voltado ao cidadão e ao consumidor.

Mais conteúdo sobre:

viagens