Alteração dos itinerários pela SPTrans

Luciana Magalhães

24 Novembro 2013 | 12h47

“Por conta dessas mudanças, o passageiro é obrigado a pegar até 4 ônibus”,  diz leitor

Por Luciana Magalhães

Reclamação do leitor: A SPTrans usa a desculpa de readequação do sistema para acabar com linhas de ônibus importantes. Agora os usuários são obrigados a pegar até 4 conduções para chegar ao trabalho ou à escola. Isso é somente para que os ônibus possam transitar nas faixas exclusivas. No meu caso, para ir do Brooklin ao centro, preciso tomar um ônibus e ir até a Avenida Professor Abraão de Moraes, no Ipiranga. Pego outro, que sobe a Rua Lins de Vasconcelos para chegar ao centro, via Cambuci. É um verdadeiro “caminho de rato”. Só alguém que não conhece a cidade pode ter tido uma ideia dessas. Seria mais fácil implementar uma linha de microônibus que seguisse do bairro aos corredores das Av. Santo Amaro e Vereador José Diniz. Inacreditável! Tales Battaglia / São Paulo

Resposta: A SPTrans informa que qualquer mudança feita visa a melhorar o atendimento ao usuário, dando espaço para mais linhas e atingindo maiores itinerários. O bairro do Brooklin é atendido por muitas linhas do sistema municipal, pelos principais corredores existentes na região, como: Berrini, Santo Amaro e José Diniz. A ligação aos corredores Santo Amaro e José Diniz é atendida pelas linhas 5154/10 Terminal Santo Amaro–Estação da Luz, 5701/10 Metrô Conceição – Estação Berrini e 607G/10 Metrô Conceição – Shopping Morumbi – circular. Uma alternativa é a ligação do Brooklin ao Cambuci, que pode ser atendida pelas linhas 5701/10 ou 607G/10. E a integração pode ser feita na Avenida Engenheiro Armando Arruda Pereira, que é atendida pela linha 574A/10 Americanopolis – Largo Cambuci, mediante ao uso das vantagens proporcionadas pelo Bilhete Único.

Réplica do leitor: A resposta da SPTrans confirma a insanidade ao sugerir que eu vá ao Cambuci para chegar ao centro. As Av. Berrini e Santo Amaro ficam a 15/20 minutos de caminhada   e não há qualquer sistema de microônibus para que eu acesse esses corredores. Depois de uma resposta inútil e evasiva só me resta andar de carro.