A NET só é eficaz na hora da venda do serviço

Jerusa Rodrigues

23 de agosto de 2013 | 20h57

Além da incompetência da prestadora, seus funcionários são grosseiros, diz leitora

Por Jerusa Rodrigues

Reclamação da leitora: Pedi a portabilidade de duas linhas telefônicas da Vivo para a NET, pois estou mudando de endereço. Na hora da venda, fui muito bem tratada! Prometeram rapidez, portabilidade em até uma semana, além de boa qualidade nos serviços prestados. Mas até agora, só tive problemas. Estou há mais de um mês sem conseguir a tal portabilidade por uma série de problemas internos, segundo a NET. Além de não ter telefone, não conseguir receber nem efetuar ligações para meus clientes, estou pagando aluguel de dois imóveis até que a portabilidade seja efetuada. Além da incompetência da prestadora, seus funcionários são de uma grosseria ímpar. Em um das visitas técnicas, ao tentar esclarecer uma dúvida, ouvi a seguinte “pérola” do funcionário: “Só explicarei uma vez, porque hoje meu pavio está muito curto”. Ofendida, sem telefone, pagando dois aluguéis. O que mais terei de aguentar? Eu só quero a portabilidade do telefone para poder trabalhar! Carolina Boari Caraciola / São Paulo

Resposta: A NET informa que entrou em contato com a cliente e confirmou a normalização do funcionamento das linhas telefônicas.

Réplica da leitora: A NET entrou em contato e não resolveu nada. As linhas foram reestabelecidas somente hoje, após muitas ligações e protocolos abertos. Fui mal tratada pelo atendente, tive de pagar uma conta altíssima de telefone celular. Na hora de vender o produto, a NET me tratou como rainha, ofereceu um serviço de qualidade. Após a aquisição, nada foi cumprido. Ressalto que a NET entrou em contato comigo somente após a interferência do Estadão, ou seja, as reclamações, as ligações e os protocolos de nada valem.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.