Fênix Cooper não respeita passageiros especiais

Luciana Magalhães

08 Novembro 2013 | 21h02

“Já reclamei mais de 5 vezes na SPTrans, e ningúem faz nada”, diz leitor

Por Luciana Magalhães

Reclamação do leitor: A SPTrans não fiscaliza a empresa de ônibus Fênix-Cooper. No dia 27/10 tentei pegar o ônibus 9782-10 Metrô Barra Funda/ Jd. Carombé, na altura do 2.034 da Av. Petrônio Portela, porém o motorista do coletivo não parou no ponto. As pessoas no ponto fizeram sinal, mas  mesmo assim ele não parou, fazendo com que eu e os demais passageiros quase perdesse a prova do Enem. Já é a 5.ª reclamação que faço desse profissional na SPTrans  no Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, e não obtive resposta para nenhuma delas. Sou deficiente físico com paralisia cerebral e possuo carteirinha da SPTrans, mas já quase fui agredido por esse profissional que dirige um ônibus adaptado. Peço ajuda, pois a SPTrans não age contra a Fênix-Cooper, que também é  omissa com o condutor. Ivon Domingos Dias / São Paulo

Resposta: A SPTrans informa que o operador envolvido no fato relatado foi oficialmente afastado de suas funções, procedimento adotado conforme  descrito no Regulamento de Sanções e Multas (Resam), que rege os contratos das operadoras do sistema de transporte público municipal. A SPTrans lamenta os transtornos sentidos pelo sr. Dias e trabalha para que situações como essa não voltem a ocorrer. Ressalta que a operadora responsável foi reorientada sobre os padrões de qualidade e segurança exigidos pela SPTrans, principalmente no que se refere ao tratamento dos passageiros. A fiscalização da cooperativa será intensificada nos próximos dias e, em caso de novas irregularidades, a empresa poderá sofrer outras punições.

Réplica do leitor: A resposta Padrão da SPTrans não condiz com a verdade e mais uma vez demonstra que não conhece o transporte público. O mesmo motorista continua destratando os Portadores de Deficiência com ou sem fiscalização.