Como pedalar com uma criança: a escolha da cadeirinha

Como pedalar com uma criança: a escolha da cadeirinha

Escolha da cadeirinha depende de fatores como peso da criança e tipo de trajeto

Alex Gomes

25 de abril de 2016 | 09h02

* Escrito com a colaboração de Mario Canna Pires/ciclourbano.com.br

Seja em passeios de finais de semana ou nos deslocamentos do dia a dia, é cada vez mais comum ver pais pedalando com seus filhos por São Paulo. Os benefícios são vários: desde os mais perceptíveis, como ganhos para a saúde (combate a doenças cariovasculares e o colesterol alto, conforme expliquei neste post), até o estreitamento dos vínculos familiares, com as conversas descontraídas estimuladas pelos inúmeros detalhes da cidade, notados graças à baixa velocidade da bicicleta em comparação à do automóvel. Além do que, a bicicleta facilita o contato afetuoso entre pais e filhos, como quando a criança está na cadeirinha dianteira da bike e é envolvida pelos braços do pai ou mãe ciclista, como um abraço.

IMG_3531

Para orientar os pais ciclistas de primeira viagem, publicarei três posts com dicas, orientações e motivações para o pedal com os filhos. Este primeiro será dedicado a como pedalar com crianças em cadeirinhas e trailers.

As cadeirinhas dianteiras

Crianças menores podem ser levadas em cadeirinhas dianteiras. Considerando-se os modelos mais comuns do mercado, a idade em que geralmente uma criança apresenta condições de ser levada na bicicleta é por volta de 9 meses, quando já consegue manter coluna e pescoço firmes.

Entretanto, existem alguns modelos de cadeirinhas dianteiras reclináveis importadas que permitem o transporte de bebês a partir dos 6 meses.

As cadeirinhas dianteiras, em geral, suportam até 15 kg. Utilizá-las com crianças que ultrapassem esse limite não somente pode causar a quebra da cadeira como prejudica bastante o controle da bike. No mercado nacional, os modelos mais comuns possuem um assento com encosto de plástico, apoio para os pés e cinto de segurança, sendo adequadas para crianças mais novas.

ciclourbano

Cadeira dianteira com banco e enconsto de plástico.

Também são populares os modelos mais simplificados, com apenas um banco e apoios para os pés, costas e mãos feitos de ferro, além de cinto de segurança. Por terem essa estrutura mais simples, devem ser usados por crianças que já contam com certa autonomia.

9255315_2GG

Cadeira dianteira com apoios de ferro para mãos e pés.

Por outro lado, existem modelos de cadeirinhas dianteiras importadas que oferecem recursos exclusivos, como para-brisas e um apoio dianteiro acolchoado em que a criança pode apoiar a cabeça caso adormeça. Aliás, isso é algo bem comum de acontecer por causa do balanço da bike. Tenha isso em mente ao programar a duração do seu passeio.

halfords

Cadeira dianteira com apoio acolchoado.

As cadeirinhas traseiras

A partir dos 15 kg é recomendável que a criança seja transportada nas cadeirinhas instaladas na parte traseira da bike. Existem diversos modelos no mercado, porém a principal diferença entre eles é o modo de fixação na bicicleta. Geralmente são três formas: fixados no bagageiro (mais populares e econômicas), penduradas por barras de ferro no tubo vertical do quadro (dispensam a necessidade de ter um bagageiro e absorvem melhor os impactos, além de facilmente removíveis) e presas na parte traseira do quadro (geralmente são mais simples, com um banco e apoio para as costas e os pés e voltadas a crianças maiores). Os dois primeiros tipos suportam crianças com até 22 kg e o último, até 35 kg.

ciclourbano 5

Cadeira traseira projetada para ser fixada no bagageiro.

ciclourbano 2

Cadeira traseira projetada para ficar pendurada, por meio de dois arcos de metal, em uma peça fixada no  tubo vertical do quadro.

ciclourbano 4

Cadeira traseira fixada na parte traseira do quadro da bike.

Se você nunca tiver carregado uma criança em uma cadeira traseira, procure fazer testes carregando algo com um peso similar ao do pequeno. Por exemplo: coloque um saco carregado com pedras e saia pedalando. Preste atenção à influência que o peso extra causa no equilíbrio da bicicleta, com um teste amplo nos mais variados tipos de piso e situações como subidas e descidas.

Algo que pode acontecer ao se carregar a criança em cadeirinhas traseiras é, em subidas íngremes, o peso fazer a bicicleta erguer a roda dianteira. Para evitar que isso aconteça, projete seu corpo para a frente e mantenha-se sentado. Nessa situação, o gesto de pedalar em pé, comum quando se procura pedalar com mais força, certamente fará a bicicleta empinar. Se não conseguir subir sentado, desmonte da bike e a empurre. Outra forma de compensar esse desequilíbrio é levar algo que sirva de contrapeso em um cesto ou bagageiro instalado na parte dianteira, como uma mochila carregada. Outra dica importante: certifique-se de que os pés da criança estão devidamente presos e que não haja nada que possa escapar em direção a roda, como, por exemplo, um cadarço de tênis solto.

Agora algumas recomendações gerais: com a variedade de bicicletas disponíveis no mercado, antes de comprar qualquer tipo de cadeirinha consulte uma bicicletaria para ver se podem ser instaladas de forma direta ou necessitam de algum ajuste. E, ao pedalar com a criança, lembre-se de deixá-la com roupas que a mantenham mais aquecidas que você, pois como ela não estará realizando uma atividade física, sua sensação de calor não será a mesma de quem está pedalando.

Os bike trailers

Os bike trailers são pequenas cabines que ficam acopladas à parte traseira do quadro da bicicleta. São uma alternativa às cadeirinhas para o transporte de crianças, porém com vários diferenciais: praticamente garantem proteção total à criança em relação às condições climáticas como chuva e sol forte; são bastante confortáveis, com sistemas de absorção de impacto; podem levar duas crianças e até mesmo um bebê.

ciclourbano 3

Bike trailer com peça de engate e bandeira sinalizadora.

Outro detalhe que pode agradar aos pais é que um bike trailer pode ser convertido em carrinho de bebê e possui espaço para levar objetos e itens diversos. O peso total suportado nos modelos do mercado é de 45 kg.

Porém, nem tudo são flores. Um bike trailer dificulta a realização de manobras, principalmente em curvas, e faz com que o ciclista tenha de pedalar com mais esforço (os modelos mais leves do mercado pesam cerca de 11 kg). Além disso, o ciclista precisa estar com atenção redobrada ao passar em espaços apertados e, principalmente, ao deslocar-se no trânsito. Outro detalhe desagradável é o custo: chegam a custar até o dobro das cadeirinhas mais caras.

Essas foram informações gerais para quem quer pedalar levando o filho ou filha na bike. O próximo post será sobre o que fazer e o que evitar ao ensinar a criança a dar as primeiras pedaladas.

 

Tendências: