BID empresta dinheiro para Rodoanel

Estadão

04 de dezembro de 2009 | 14h45

Por Eduardo Reina

A concessionária CCR RodoAnel assinou com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Japan Bank for International Cooperation (JBIC) e quatro bancos comerciais, um empréstimo de longo prazo no valor de US$ 940 milhões. A concessionária administra o Trecho Oeste do Rodoanel. O BID financiará US$ 100 milhões e o JBIC US$ 200 milhões. Outros US$ 200 milhões serão financiados, em partes iguais, pelas instituições Caixa Geral de Depósitos, Banco Espírito Santo e Calyon. Do total da dívida, US$ 200 milhões vencem em 13 anos e os outros US$ 300 milhões têm prazo total de 15 anos. O financiamento do projeto inclui ainda R$ 750 milhões de dívida subordinada fornecidos pelo Banco Bradesco.

Estes recursos serão utilizados para financiar os investimentos necessários no trecho durante os 30 anos de concessão, estimados em R$ 465 milhões. Estão previstas obras como construção de vias marginais, passarelas, melhorias nos acessos e nos pavimentos. Em um curto prazo, a via deverá ganhar também um sistema de comunicação e controle, com a instalação de radares, postos de pesagem para caminhões, radiotelefonia, telefones de emergência, painéis de mensagens, detector de neblina, estação meteorológica e câmeras de monitoramento de tráfego. Além destes investimentos, os recursos também serão utilizados para o pagamento da outorga ao governo de São Paulo, estimada em R$ 2 bilhões. Até o fim de novembro, a CCR RodoAnel já desembolsou mais de 1,64 bilhão, dinheiro que vai para a construção do Trecho Sul.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.