As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Corregedoria prende coronel acusado de desviar R$ 7 milhões da PM

José Afonso Adriano Filho é suspeito de liderar grupo que frauda licitações e é alvo de 21 inquéritos policiais

Bruno Ribeiro e Fabio Leite

09 Março 2017 | 09h36


pms

Policiais militares em formação. Foto: Estadão

A Corregedoria da Polícia Militar prendeu nesta quinta-feira, 9, o tenente coronel da PM José Afonso Adriano Filho, acusado de liderar um esquema de desvios de verba do Quartel Geral da corporação estimados em R$ 7 milhões. A prisão é preventiva e havia sido autorizada pela Justiça.

Há 21 inquéritos policiais militares instaurados para apurar as denúncias contra o esquema que teria sido montado pelo coronel. A suspeita é de que ele é outros policiais tenham fraudado várias licitações feitas pela PM.

No inquérito que terminou com a prisão desta quinta, a Corregedoria apurou que o coronel fez 200 licitações que tiveram com vencedoras uma mesma empresa, a Construworld, que segundo a investigação pertencia ao próprio coronel Adriano.

O blog ainda não conseguiu contato com os defensores do coronel na Justiça.

O processo corre em segredo de Justiça. A Corregedoria não quis se pronunciar. Os agentes dessa divisão da PM de São Paulo também cumpriram nesta quinta mandados de busca e apreensão de dois sargentos suspeitos de participação no esquema.

 

Mais conteúdo sobre:

polícia militar