Após Lula ‘cara de pau’, bancada do PT boicota reunião com Doria
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Após Lula ‘cara de pau’, bancada do PT boicota reunião com Doria

Petistas criticam ato do prefeito de plantar pau-brasil e dedicá-lo a Lula, o 'maior cara de pau' do Brasil; em carta, pedem retratação

Bruno Ribeiro e Fabio Leite

01 Fevereiro 2017 | 07h00

A bancada do PT na Câmara Municipal de São Paulo decidiu boicotar as reuniões que o prefeito João Doria (PSDB) pretende fazer mensalmente no parlamento paulistano até que o tucano “reavalie publicamente” o fato de ter chamado o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de “o maior cara de pau do Brasil”.

Doria fez a ofensa ao ex-presidente no dia 14, durante uma das ações do programa Cidade Linda, enquanto plantava uma muda de pau-brasil na Avenida 23 de Maio. Ele postou o vídeo em sua página do Facebook, como vem fazendo desde que tomou posse. Veja abaixo:

A ação de boicote ao prefeito foi oficializada por meio de uma carta do partido endereçada ao presidente da Câmara, Milton Leite (DEM), que fez o convite formal às legendas para participar da reunião com prefeito.

Na carta, assinada pelo líder do PT na Câmara, Antonio Donato, o partido pede “toda relação política, mesmo entre adversários, deve se pautar pelo respeito mútuo. Infelizmente não é desta forma que o prefeito tem se comportado em relação ao Partido dos Trabalhadores e à nossa maior liderança, o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva”.

Ainda de acordo com o texto, ao chamar Lula de “cara de pau”, Doria “fez de um ato de ‘gestão’ um espetáculo de má política. Aquela que não debate ideias e/ou propostas, mas sim, apenas desqualifica os adversários”.

A carta pode ser lida aqui:

Documento

Líder do governo na Câmara, o vereador Aurélio Nomura (PSDB) minimizou o gesto petista. “Se eles participassem das reuniões, poderiam dar a opinião deles. Mas eles (PT) estão caindo em uma radicalização que não é boa para a cidade”, afirmou.

antonio donato 31263767 werther santana

O líder do PT, Antonio Donato. Foto: Werther Santana/ESTADÃO