Zoo reproduz com sucesso primatas ameaçados de extinção em Sorocaba
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Zoo reproduz com sucesso primatas ameaçados de extinção em Sorocaba

José Tomazela

21 de março de 2022 | 10h04

O Parque Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros”, de Sorocaba, registrou o nascimento de dois filhotes de mico-leão-de-cara-dourada e quatro filhotes de sauim-de-coleira. A chegada dos novos moradores foi bastante comemorada pela equipe técnica do zoo, pois esses pequenos primatas brasileiros estão ameaçados de extinção na natureza.

Com isso, o zoo cumpre com um de seus objetivos, que é o da conservação das espécies. “O ‘Quinzinho de Barros’ participa do programa de manejo ex-situ (fora do lugar de origem) de espécies ameaçadas, fruto do acordo de cooperação técnica entre a Associação de Zoológicos e Aquários do Brasil e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). O sauim-de-coleira e o mico-leão-de-cara-dourada são espécies-alvo dessa iniciativa, por esse motivo o nascimento deles é tão especial”, disse o biólogo Marcos Tokuda.

Os filhotes de sauim-de-coleira nasceram no dia 25 de dezembro do ano passado e no dia 15 de fevereiro deste ano. Já, os filhotes de mico-leão-de-cara-dourada nasceram no dia 22 de dezembro.

O sauim-de-coleira (Saguinus bicolor) é uma espécie endêmica da Floresta Amazônica brasileira. Isso quer dizer que ele é encontrado em apenas um determinado local do mundo. No caso desse primata, sua área de ocorrência é restrita a Manaus, Rio Preto da Eva e Itacoatiara, três municípios do Amazonas.

O crescimento populacional humano, que gera a perda de habitat causada pela expansão das cidades, é uma das ameaças aos sauins, que têm enfrentado acentuado declínio populacional. Trata-se de uma das espécies de primatas mais ameaçados do mundo e está classificada como criticamente em perigo de extinção.

Já, o mico-leão-de-cara-dourada (Leontopithecus chrysomelas) é uma espécie endêmica da Mata Atlântica do Brasil e, atualmente, é encontrado no Sul da Bahia. Assim como o sauim-de-coleira, o mico-leão sofre com a redução e fragmentação do seu habitat e também está ameaçado.

O “Quinzinho” possui duas famílias de sauim-de-coleira e uma família de mico-leão-de-cara-dourada. Um fato curioso sobre essas espécies é que o cuidado com os filhotes é dividido entre os membros da família. O pai carrega os filhotes em grande parte do tempo, protegendo-os de possíveis ameaças, e a mãe amamenta e cuida deles. Além disso, os irmãos mais velhos também participam no cuidado, ajudando a carregá-los.

O zoo de Sorocaba, localizado na Vila Hortência, zona leste, é considerado um dos mais completos zoológicos da América Latina, classificado pelo Ibama na categoria mais elevada. Além da conservação das espécies, o parque desempenha um importante trabalho de pesquisa, bem-estar animal, educação ambiental e lazer, que são as cinco funções de um zoológico moderno.

Filhotes de sauim agarrados à mãe no zoo de Sorocaba. Foto Marcos Tokuda/Divulgação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.