Três paraquedistas saltam 105 vezes no mesmo dia em Boituva
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Três paraquedistas saltam 105 vezes no mesmo dia em Boituva

José Tomazela

09 Fevereiro 2017 | 18h01

Em um único dia, três paraquedistas brasileiros conseguiram saltar 105 vezes cada um no Centro Nacional de Paraquedismo (CNP), em Boituva. Foram 12 horas seguidas de voos e de projeções ao ar para quebrar o recorde latino-americano de número de saltos.
A proeza foi conseguida na terça-feira (7) pelos paraquedistas Luiz Henrique Tapajós Antunes dos Santos, o Sabiá, Rick Fragnani e Edson Ricardo Rossi. Para alcançar o recorde, eles contaram com o apoio de uma equipe de 50 pessoas, entre pilotos, médicos e nutricionistas. O recorde anterior era do próprio Edson Rossi que, em janeiro de 2013, conseguiu 102 saltos num mesmo dia.
O desafio foi acompanhado por juízes da Confederação Brasileira de Paraquedismo (CBP), da Confederação Latino-Americana (Colpar) e da Federação Aeronáutica Internacional (FAI). Cada atleta usou sete paraquedas e contou com a ajuda de dobradores e de uma equipe de checagem dos equipamentos. Os aviões decolavam a cada 4 ou 5 minutos levando os paraquedistas até a altura mínima para o salto. O dia de clima estável na região ajudou a equipe.
O Centro Nacional de Paraquedismo, localizado às margens do km 116 da rodovia Castelo Branco, transformou Boituva em referência mundial nesse esporte. As principais escolas de paraquedismo do País estão alojadas no local, que abriga também as principais competições nacionais e grandes eventos mundiais.

Centro Nacional de Paraquedismo em Boituva - divulgação.

Centro Nacional de Paraquedismo em Boituva – divulgação.

Mais conteúdo sobre:

ParaquedismoBoituvarecorde