Sorocaba terá projeto piloto nacional para recuperação de usuários de drogas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Sorocaba terá projeto piloto nacional para recuperação de usuários de drogas

José Tomazela

21 de junho de 2021 | 15h18

Sorocaba terá um projeto piloto de prevenção e recuperação de usuários de drogas e álcool, em parceria com o Ministério da Cidadania. O prefeito Rodrigo Manga (Republicanos) assinou um termo de colaboração com a pasta federal para a capacitação profissional e credenciamento de centros terapêuticos a fim de ampliar as vagas de tratamento e internação.
A assinatura aconteceu durante visita do ministro da Cidadania, João Roma, à cidade, nesta segunda-feira, 21. “O projeto começa em Sorocaba e depois será levado aos demais municípios da nossa região metropolitana, sendo estendido em seguida a outras cidades do estado e do país”, disse Manga.
O prefeito e o ministro abriram o Fórum Permanente de Mobilização Contra as Drogas, realizado no Parque Tecnológico de Sorocaba. Conforme Palma, a cidade foi escolhida para sediar o evento porque já realiza um trabalho consistente no resgate de dependentes químicos. “O combate às drogas é um desafio para o estado brasileiro a para nossa sociedade e, aqui em Sorocaba, temos um exemplo de superação desse desafio com bons resultados”, disse o ministro.
Por conta do projeto piloto, a prefeitura vai recriar o Conselho Municipal de Políticas Públicas sobre Drogas. Manga ocupa o posto de vice-presidente de Políticas sobre Drogas da Frente Nacional de Prefeitos (FNP).
Em seu mandato, a prefeitura já desarticulou 52 pontos de tráfico e consumo de drogas – as chamadas mini-cracolândias. “Todas as noites, nossas equipes vão às ruas e identificam as pessoas que precisam de ajuda, entre usuários de droga ou álcool, geralmente pessoas em situação de rua. É feita uma triagem e essas pessoas são encaminhadas para atendimento em albergue, hospital ou residência terapêutica. Muitas dessas pessoas já ganharam uma nova vida”, explicou o prefeito.
O trabalho integra várias secretarias municipais e entidades parceiras. Em pouco mais de cinco meses, cerca de 1.200 pessoas foram abordadas e encaminhadas para atendimento social.
O termo de cooperação técnica entre a prefeitura e o governo federal, através da Secretaria de Cuidados e Prevenção às Drogas (Senapred), prevê ações para redução da demanda por drogas, prevenção, promoção à saúde, cuidado, tratamento, acolhimento, ajuda mútua e reinserção social dos dependentes, conforme a nova Política Nacional sobre Drogas.

Prefeito Rodrigo Manga assina termo ao lado do ministro da Cidadania, João Roma. Foto Secom/Divulgação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.