Santuário budista receberá Sino da Paz em Tapiraí
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Santuário budista receberá Sino da Paz em Tapiraí

José Tomazela

08 Setembro 2014 | 16h23

      O Estado de São Paulo vai ganhar mais um importante destino para adeptos do turismo religioso. Será lançada no próximo domingo (14) a pedra fundamental do santuário ecológico do Budismo Primordial, em Tapiraí, região de Sorocaba. Na primeira etapa das obras será erguida a torre que vai sustentar o Sino da Paz.

     O equipamento será o maior do Brasil, segundo o monge Correa Kyohaku. “Mandamos fazer idêntico ao que está em Hiroshima e vamos buscá-lo em outubro”, anunciou. A instalação do sino na torre deve acontecer apenas em março de 2015. A inauguração oficial do campanário acontece em julho, com a presença de líderes espirituais do Japão, entre eles o papa budista. O som do sino simboliza a paz.

     O santuário será erguido na estrada da Fazenda Velha, com apoio da prefeitura, em área de 180 hectares adquirida pela comunidade budista Honmon Butsuryu-Shu. O local terá ainda centro de eventos, de convivência para idosos e creche, além de bosque de cerejeiras e trilhas pela mata atlântica. O conjunto fica pronto em 2020.

      O templo budista deve receber sete mil pessoas por mês. De acordo com o monge, a religião tem forte ligação com a natureza, daí a escolha por Tapiraí, que tem 80% do município coberto por matas. O santuário vai homenagear Tomojiro Ibaraqui, o primeiro sacerdote budista que chegou em São Paulo, há 105 anos, com imigrantes japoneses no navio Kasato Maru. No Estado, 500 mil pessoas são praticantes do budismo. A capital e outras cinco cidades paulistas têm templos budistas da Honmon Butsuryu-Shu.

 

.