Ponte histórica restaurada volta a ser atração em Iperó
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ponte histórica restaurada volta a ser atração em Iperó

José Tomazela

13 de setembro de 2013 | 13h40

 

Uma das relíquias arquitetônicas de Iperó, a ponte histórica sobre o Ribeirão do Ferro, na Floresta Nacional de Ipanema, acaba de ser reaberta ao tráfego após quase um ano de restauro. Importada da Inglaterra no final do século 19, a ponte faz parte dos remanescentes da Real Fábrica de Ferro de São João de Ipanema que protagonizou, em 1818, a primeira corrida de ferro em alto-forno do Brasil. A estrutura de ferro em arco, escorada num muro de pedras de cantaria e completada com madeira, forma um conjunto único no País.

A ponte, que já estava com a parte em madeira desgastada pelo tempo, foi danificada durante a passagem de um ônibus, em setembro do ano passado. Após a interdição, foi submetida a um rigoroso processo de restauro pelo escritório do arquiteto ituano Alberto Arruda, especializado em restauro histórico. O trabalho foi acompanhado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), já que todo o conjunto é tombado como sítio histórico e arquitetônico.

Para evitar novos acidentes e reduzir os impactos sobre a estrutura, a administração da Flona restringiu a passagem pela ponte a pedestres e automóveis, instalando barreiras para veículos de maior porte. A Floresta Nacional de Ipanema recebe visitantes de terça a domingo, das 8 às 16 horas. A entrada custa R$ 5,50, mas crianças, idosos e grupos de estudantes não pagam. Escolas e universidades devem agendar pelo fone 15-3266.9099.

 

A ponte restaurada - Foto Acervo Flona de Ipanema

A ponte restaurada – Foto Acervo Flona de Ipanema