Joanópolis planta floresta para recuperar o Sistema Cantareira
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Joanópolis planta floresta para recuperar o Sistema Cantareira

José Tomazela

01 Dezembro 2015 | 16h41

Mudas de espécies nativas já ocupam o terreno seco e descoberto na margem de uma represa integrante do Sistema Cantareira, em Joanópolis. Plantadas em junho, as pequenas árvores foram favorecidas pelas chuvas recentes e projetam galhos vigorosos. O plantio faz parte do programa Nascentes, da Secretaria de Meio Ambiente do Estado, que pretende formar uma grande floresta com cerca de 20 mil hectares – tamanho equivalente a cerca de 26 mil campos de futebol – no entorno de córregos, rios e represas do interior.

Outros plantios já foram realizados em Piracaia, nas bacias do Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ), e entre Jacareí e Igaratá, na bacia do Rio Paraíba do Sul. Este mês, o plantio começou em Salesópolis, às margens da barragem do Paraitinga, que integra o Sistema Alto Tietê. Junto com o Cantareira, esse sistema abastece grande parte da Região Metropolitana de São Paulo.

Plantios também foram iniciados, ou estão previstos, em margens de nascentes, rios e córregos que abastecem as regiões de Campinas, Jundiaí e Indaiatuba. Produzidas por pequenos agricultores ou por re-educandos do sistema prisional paulista, as mudas têm o poder recuperar o solo, atrair chuvas e amenizar as mudanças climáticas que podem estar na raiz da grande crise hídrica vivida pelo Estado em 2014.

Espécies típicas da mata atlântica, como copaíba, jatobá, imbaúba, ingazeiro, paineira e cedro, favorecem o nascimento de outras plantas e criam o ambiente propício para a volta de aves e animais, além de favorecer a recarga dos lençóis freáticos e proteger o solo da erosão, limpando rios e nascentes.

Em oito meses, já foram plantadas mais de 300 mil mudas, mas a primeira etapa, a ser concluída em dois anos, prevê a distribuição de 6,3 milhões de mudas em dez áreas prioritárias, com 4,4 mil hectares. Empresas que precisam cumprir termos de compromisso de recuperação ambiental estão aderindo ao programa. A Move São Paulo, responsável pela construção da Linha 6 do metrô paulistano, assumiu o projeto em Joanópolis.

Mudas plantadas em margem de represa, em Joanópolis.

Mudas plantadas em margem de represa, em Joanópolis.