Guiomar Novaes ganha homenagem em São João da Boa Vista
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Guiomar Novaes ganha homenagem em São João da Boa Vista

José Tomazela

10 de setembro de 2013 | 14h21

 

 

Ícone brasileiro da música instrumental no mundo, a pianista Guiomar Novaes ganha uma semana de homenagens em São João da Boa Vista, sua terra natal. De 14 a 22 deste mês, uma programação permeada pelo piano e marcada pela variedade de linguagens leva espetáculos diários ao Teatro Municipal (Praça da Catedral, 22).

O concerto de abertura, sábado às 20h30, tem direção de Cleber Papa e participação especial do barítono Sebastião Teixeira, executando Debussy, Villa-Lobos, Beethoven, Schuman, Guarnieri e Mário de Andrade. Domingo, 18 h, Mônica Salmaso se apresenta ao lado do pianista Nelson Ayres e do flautista Teco Cardoso, com o show “Alma Lírica Brasileira”.

A Cia Paraladosanjos sobe ao palco na segunda-feira (16), às 20h30, com “O Imprevisível Circo da Lua”, inspirado no universo de Tim Burton. Na terça (17), um concerto de piano reúne o são-joanense Cláudio Richerme e Eudóxia de Barros. A Jazz Sinfônica de São João de Boa Vista se apresenta na quarta-feira (18), sob a regência de Agenor Ribeiro Netto, numa viagem por estilos de todos os tempos.

O pianista Hércules Gomes se apresenta no dia 19. O espetáculo musical “Cabarecht”, de Humberto Vieira (dia 20), a coreografia “Outono” da Cia Brasileira de Danças Clássicas (21) e Luíza Possi, com o show “Voz e Piano”, ao lado do músico Ivan Teixeira (22), encerram a programação. Haverá também um programa infantil incluindo teatro, música e contação de histórias.

O Museu Histórico e Pedagógico Dr. Armando Salles Oliveira (Praça Governador Armando Sales, 122) apresenta o acervo relacionado à pianista – objetos, roupas, programas, cartazes, partituras, vídeos e fotos – na sala de exposições temporárias.

Realizada pela Secretaria da Cultura do Estado com apoio da prefeitura, toda programação é gratuita. Guiomar Novaes (1894-1979) começou a tocar piano aos quatro anos e, ao longo da carreira, apresentou-se em Paris, Londres, Milão, Nova York e Boston. Em 1922, participou da Semana da Arte Moderna no Teatro Municipal de São Paulo.