Garça-azul é avistada durante levantamento de fauna em Santa Bárbara d’Oeste
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Garça-azul é avistada durante levantamento de fauna em Santa Bárbara d’Oeste

José Tomazela

19 de abril de 2021 | 17h32

Uma garça-azul, ave rara no interior de São Paulo, foi avistada durante um levantamento de fauna por uma equipe do Departamento de Água e Esgoto (DAE) de Santa Bárbara d’Oeste. A ave foi localizada às margens do Ribeirão dos Toledos, na zona rural do município. A garça-azul chamou a atenção pela coloração cinzento-azulada, diferente das garças brancas avistadas comumente na região.
Também conhecida como garça-morena, sua ocorrência é mais frequente em regiões litorâneas do país, já que costuma fazer os ninhos em áreas de mangue. O espécime, que se alimenta de peixes e pequenos invertebrados, estava sozinho.
O trabalho de identificação da fauna vem sendo feito pelo DAE desde 2018. Aves também ameaçadas como falcão-peregrino, azulão, bico-de-veludo e chupa-dente foram outras espécies avistadas na cidade.
De acordo com a chefe da divisão de educação ambiental, Mônica Tortelli, o levantamento busca conferir os resultados de um trabalho de reflorestamento feito em parques e áreas verdes, além do plantio de matas ciliares nos mananciais da cidade, nos últimos anos. “Isso tem contribuído para atrair as aves para a região, já que aumenta a oferta de alimentos e abrigo”, disse.
Mamíferos importantes também foram avistados. Em novembro de 2019, uma armadilha fotográfica captou a imagem de uma onça-parda fêmea e seus dois filhotes.

Garça-azul foi registrada à beira de rio em Santa Bárbara d’Oeste. Foto DAE/Divulgação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.