Corujas ganham ‘condomínio’ em praia de Itanhaém
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Corujas ganham ‘condomínio’ em praia de Itanhaém

José Tomazela

09 de outubro de 2015 | 16h04

Uma família de corujas-buraqueiras, espécie ameaçada de extinção, ganhou um espaço exclusivo numa praia da região central de Itanhaém, no litoral sul paulista. A área em que vivem as aves foi cercada, protegida com alguns troncos e ganhou até uma placa de identificação.

A reserva informal é respeitada pelos banhistas e frequentadores. Exigente em privacidade, o casal parece ter se adaptado à proteção extra e já produziu ninhadas. As corujinhas viraram uma atração extra para os turistas que procuram a Praia do Centro, também chamada de “praião”.

A iniciativa foi do morador de um condomínio em frente à praia. Ao observar a dificuldade que o casal de corujas enfrentava para defender seu território de banhistas, cachorros e até veículos que passavam pelo local, ele pediu ajuda a outros moradores e cercou o ninho. A área passou a ser chamada de ‘condomínio das corujas’.

O cercado é pequeno, com dez metros quadrados, mas a área parece ser suficiente para o grupo familiar, recentemente acrescido de duas novas corujinhas.

Moradores já consideram as aves um patrimônio da cidade. No início deste ano, quando a prefeitura iniciou urbanização da praia, uma campanha numa rede social pedia a preservação do espaço das corujas. O pedido, endossado por 913 apoiadores, foi acatado pela municipalidade.

Espaço reservado às corujas em praia de Itanhaém.

Espaço reservado às corujas em praia de Itanhaém.

Tudo o que sabemos sobre:

banhistascoruja-buraqueiraItanhaémpraia

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.