Casal de antas produz filhotes gêmeos raros em zoológico de Rio Preto
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Casal de antas produz filhotes gêmeos raros em zoológico de Rio Preto

José Tomazela

30 de março de 2021 | 20h09

O zoológico municipal de São José do Rio Preto anunciou uma conquista rara para o meio-ambiente. Um casal de antas gerou filhotes gêmeos bivitelinos, um macho e uma fêmea, nascidos no dia 22 de fevereiro último. Próximas de completarem 40 dias, as crias já superaram a fase de risco.
Os dois filhotes ainda são amamentados pela mãe, mas também comem frutas, como mamão, banana e melão. A reprodução aconteceu através de acasalamento e parto naturais. A fêmea nasceu com 6,9 quilos e o macho, com 4,5 kg.
De acordo com os técnicos do zoo, o nascimento de gêmeos é incomum na espécie. Os pais são uma anta nascida no próprio zoo, que formou casal com um macho resgatado pela Polícia Ambiental em Irapuã, também no interior paulista. O animal era mantido em cativeiro em uma fazenda de laranja.
Com os gêmeos, agora são quatro os filhotes de anta nascidos no zoológico de Rio Preto. Em agosto de 2018 houve o nascimento de uma fêmea e em dezembro de 2020, nasceu um macho. A gestação da espécie dura de 13 a 14 meses.
Depois da desmama, a equipe do zoológico pretende reintroduzir os animais na natureza, em uma área de soltura, no município de Descalvado. O zoo de Rio Preto é uma das instituições especializadas na conservação da espécie da fauna nativa brasileira. Animal símbolo do zoológico, a anta é o maior herbívoro terrestre do Brasil, chegando a medir dois metros e pesar 250 quilos.

Filhotes gêmeos de anta nascem no zoo de Rio Preto. Foto PM Rio Preto/Divulgação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.