As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Câmera flagra animal raro em reserva de Itanhaém

José Tomazela

01 de setembro de 2015 | 11h50

Uma armadilha fotográfica instalada no Núcleo Curucutu, no Parque Estadual da Serra do Mar, em Itanhaém, flagrou a passagem de um gato-mourisco, também conhecido como jaguarandi, em uma das trilhas da reserva. O registro, divulgado na segunda-feira (31) pela Secretaria de Meio Ambiente do Estado, indica o alto grau de conservação da unidade, já que o felino é de uma espécie vulnerável, ameaçada pela caça e pela destruição de seu habitat.

O gato-mourisco (Puma yagouaroundi) tem a pelagem curta e de cor castanho-acinzentada, podendo variar até o preto – caso do animal fotografado. O felino pode ser encontrado desde os Estados Unidos até o norte da Argentina, mas tornou-se muito raro no Estado de São Paulo. O jaguarandi foi fotografado em área de mata rasteira, já que tem preferência pelas bordas de banhados e beiras de lagos. O Curucutu fica entre a Baixada Santista e a Grande São Paulo, na Serra do Mar, e é um dos dez núcleos abertos à visitação no parque estadual.

Gato mourisco em reserva

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.